Ourimadeiras aperfeiçoa indicadores e aumenta a performance do time comercial com o IEV

Ourimadeiras aperfeiçoa indicadores e aumenta a performance do time comercial com o IEV

A Ourimadeiras foi fundada em 2002 com o objetivo de ser referência no setor de madeiras para construção. Atualmente, o empreendimento familiar cumpre esse propósito ao oferecer uma estrutura inovadora e um atendimento especializado. 

Em 2011, a Ourimadeiras deu mais um passo ao entrar para o Grupo ConstruSete, uma das principais redes de empresas de material de construção do estado de São Paulo.

O negócio atende regiões em um raio de até 100 km das duas unidades no estado de São Paulo: Ourinhos e Santa Cruz do Rio Pardo. 

Para o gestor comercial da empresa, Luiz Fernando da Costa e Silva, um grande diferencial da Ourimadeiras é estar sempre evoluindo de acordo com o mercado. “Nos orgulhamos muito de ser um ponto fora da curva no nosso segmento”, ele comenta.

Luiz começou na  empresa em 2015 como vendedor. Pouco tempo depois, pelo ótimo desempenho e vontade de aprender, lhe foi oferecido o cargo de gestão. Ele conta que a nova posição foi um desafio para ele, que não tinha muita experiência. 

Assim, desde que assumiu o cargo, o gestor sempre procurou se desenvolver e estar atualizado.

Como a Ourimadeiras conheceu o IEV

A Ourimadeiras conheceu o IEV através do Grupo ConstruSete. Ao receber a proposta de desenvolver o time comercial com o Instituto de Especialização em Vendas, Luiz ficou bastante entusiasmado.

Isso porque, ele já acompanhava os sócios e professores do IEV. Para ele, os especialistas já eram referências de aprendizado em vendas. “Eu já conhecia o IEV pelas redes sociais, no Instagram, no Linkedin. Também já conhecia os professores, o Victor [Vieira] e o Raul [Candeloro]”, afirma o gestor. 

Assim, a Ourimadeiras entrou para o Programa de Desenvolvimento Comercial (PDC) no final do ano de 2020. 

Como eu não tinha uma outra experiência em gestão, eu tinha muitas preocupações, não só em faturamento, entregar resultado, mas muito com o papel do líder. Em como liderar a equipe, como lidar com alguns temas, com indicadores, se os que eu usava eram corretos”, ele compartilha.

Desenvolver a liderança

Desde que assumiu o cargo, Luiz sempre procurou desenvolver a liderança, o que era um desafio. “Por mais que os meus diretores façam um trabalho bacana de acompanhamento, sempre ficava aquela insegurança. Sou novo, então sempre me esforcei muito para entender o mercado. Eu sempre tinha esse medo de não estar sendo claro com a equipe. Esse era um desafio muito grande”, diz o gestor.

Como o atual cargo foi a sua primeira experiência com a gestão, ele também tinha receio em relação a algumas ferramentas que usava no dia a dia.

Com o IEV, ele conseguiu superar esses desafios e, hoje, colhe os resultados das lições aplicadas na prática. “Muitos indicadores que eu usava, eu consegui ir aprimorando. Os que eu não usava, hoje eu já implantei e consegui utilizar. Tudo isso faz com que eu esteja me desenvolvendo mais rápido”, fala Luiz. 

Além disso, o setor comercial da Ourimadeiras conseguiu implementar métricas permanentes para a empresa. “Alguns indicadores passavam despercebidos e nem analisávamos, hoje analisamos. Hoje, também usamos a roda das vendas, que é muito útil até para as novas contratações. Acho que contribuiu bastante”, ele completa.

Aprimoramentos na rotina

O PDC foi o primeiro projeto de desenvolvimento para a equipe comercial da Ourimadeiras. O gestor conta que, ao longo do curso, os vendedores foram reconhecendo o valor do conhecimento para as vendas e conseguiram melhorar a performance profissional.

Eu vejo, hoje, uma mudança de comportamento. De como eles se organizam melhor, de como eles planejam o dia e a semana melhor, a maneira com que eles estão abordando e entendendo as necessidades do cliente. É muito nítida a mudança”, ele revela.

Confira o relato da vendedora Cassia Crispim Marquezim, da Ourimadeiras, sobre os resultados que o IEV proporcionou à empresa.

Luiz afirma que, atualmente, está mais produtivo e organizado. “Eu tive que me adaptar e ter algumas mudanças no meu dia, definir horários e prioridades”. Essa mudança também contribuiu para que nenhuma tarefa fosse esquecida na rotina, evitando o retrabalho.

Medindo o sucesso por indicadores

Mesmo com alguns desafios no setor, a Ourimadeiras conseguiu evoluir em vendas. “Hoje, a lucratividade da empresa é muito maior do que a do ano passado. Conseguimos subir um degrau nesse sentido”, conta Luiz. 

Porém, o gestor explica que, para o negócio, os resultados do desenvolvimento não se limitam a números. Ao conseguir aprimorar os indicadores da empresa, Luiz também está conseguindo acompanhar outros sucessos, principalmente os relacionados à performance da equipe. 

Temos os indicadores de rentabilidade, de relacionamento, de quantidade de pedidos e taxa de conversão. Nós definimos as metas ao longo do ano, procuramos atingi-las e vamos guiando o nosso resultado”, ele explica. Desse modo, ele conta que observa o sucesso da equipe em outros aspectos da rotina.

O impacto do IEV na Ourimadeiras

Para Luiz, a decisão de desenvolver a gestão junto ao time de vendas é o que possibilita os melhores resultados. “A minha performance hoje como gestor evoluiu muito. E isso também faz meu time evoluir. Então, meu time também ganha, minha empresa também ganha”, ele relata.

“Com o IEV, eu pude me desenvolver muito em gestão, em indicadores, como líder e como pessoa. Eu digo isso, porque o IEV é uma ferramenta diferente de cursos online de pouca duração”.

Além disso, um grande diferencial, para ele, foi o acompanhamento próximo da equipe do Instituto de Especialização em Vendas. “Algo do IEV que eu acho muito bacana são as mentorias, onde a gente consegue conversar. Falo do meu dia e do meu trabalho, como estou realizando as tarefas. O mais importante foi essa troca com professores conceituados, porque são pessoas que eu já conhecia, eu já seguia e tentava absorver conhecimento, então eu ganhei muito”.

Luiz gosta muito de estudar e debater as lições, então, poder ter esse contato e essa oportunidade de troca com especialistas foi bastante proveitoso. “Com o curso consegui fazer isso, mas também com vocês, que têm uma experiência muito grande. Eu faço questão de contar, falar que estou fazendo o curso e dizer que estou crescendo muito profissionalmente”, ele finaliza.

Você quer saber mais sobre o PDC e falar com a nossa equipe? Clique aqui.