Quais as diferenças entre franquia e filial? Entenda e escolha o melhor formato para investir e crescer

Quer investir, mas não sabe a diferença entre franquia e filial? Não se preocupe, você está no lugar certo! 

O boom de novas empresas abertas reflete a vontade do brasileiro de investir no crescimento do negócio próprio ou tirar do papel aquele sonho antigo de empreender. De acordo com o Ministério da Economia, em matéria publicada pelo portal UOL, em 2020, foram abertas 3.359.750 empresas, um aumento de 6,0% em relação a 2019.

Se você tem vontade de engrossar essa estatística, continue a leitura do artigo. Falaremos sobre as características, benefícios e desafios de apostar nos modelos franquia e filial. 

Qual a diferença entre franquia e filial?

Em essência, podemos dizer que as diferenças entre franquia e filial têm relação com sua política de funcionamento e formas de investimento. Mas o melhor caminho para entender, com detalhes, a essência dessa diferenciação é conhecendo seus conceitos. 

Vamos lá? 

O que é uma franquia?

Franquia é o nome dado à estratégia comercial que distribui e comercializa produtos e serviços a partir de um empreendimento central. Este empreendimento é chamado de franqueador, e tem, como obrigação, compartilhar seu modelo de negócio e direcionar as estratégias de vendas e divulgação nas franqueadas. Apesar disso, as franqueadas são empresas autônomas, e podem executar as estratégias da forma como desejarem.

De acordo com o Sebrae, as características essenciais para a caracterização de um negócio no modelo de franquia são:

  • Parceria firmada via contrato;
  • Compartilhamento de direitos do uso da marca ou patente;
  • Concessão da exploração comercial do produto ou serviço pelos franqueados
  • Orientações para guiar a operação da unidade franqueada, seguindo o padrão pré-estabelecido pela franqueadora; 
  • Contrato de remuneração da franqueadora pela concessão dos direitos e conhecimentos.

O que é uma filial?

Diferente da franquia, a filial é um estabelecimento diretamente derivado da matriz. Neste caso, a direção principal da filial e da matriz é a mesma. Portanto, a empresa derivada não pode tomar decisões a nível estratégico de forma inteiramente autônoma. 

Diferença entre franquia e filial: resumo 

A esta altura, você já compreendeu a principal diferença entre franquia e filial, não é mesmo? Vamos recapitular aqui os principais aspectos de cada modelo de negócio. Conhecer as características de cada um te ajudará a decidir, de forma assertiva, qual é o ideal para investir. 

  1. Enquanto cada franquia é uma unidade independente, a filial é uma extensão da matriz; 
  2. Os investimentos financeiros da filial vêm da matriz. Já os investimentos na franquia são do franqueado;
  3. A matriz de uma empresa pode estabelecer filiais em quaisquer locações, a depender de sua decisão estratégica. Já a franquia deve ser aberta em locais mapeados pela franqueadora, obedecendo todas as regras estabelecidas em uma Circular de Oferta de Franquia.

Agora você já pode dizer que sabe a diferença entre franquia e filial. Mas esse conhecimento pode ainda não ser suficiente para te ajudar a tomar a decisão sobre o melhor modelo de negócio.

Por isso, criamos uma lista com vantagens e desvantagens de cada tipo de empreendimento. Confira! 

Vantagens e desvantagens de investir em uma franquia

Vantagens 

  • Gestão de negócio simplificada; 
  • Investimento financeiro relativamente baixo (especialmente no caso de microfranquias e franquias online);
  • Pré-existência de um plano de negócios formatado pela franqueadora;
  • Possibilidade de compartilhamento de custos com publicidade;
  • Existência de um fórum para a convivência dos franqueados;
  • Custos reduzidos pela compra em escala;
  • Geração de receita recorrente e projetável;
  • Existência de inteligência de mercado para atuar;
  • Suporte de um time de especialistas que reduz a chance de erros;
  • Processos estudados e definidos que ajudam a chegar no ponto de equilíbrio na maioria das vezes mais rápido;
  • Capacitação constante;
  • Possibilidade de iniciar um negócio com a credibilidade da marca-matriz. 

Desvantagens: 

  • Ter que seguir as regras da franqueadora;
  • Necessidade de aprovação de peças publicitárias e campanhas; 
  • Uma gestão mal feita por outros franqueados pode comprometer o desempenho do seu negócio.

Vantagens e desvantagens de investir em uma filial

Vantagens

  • Maior fluidez entre colaboradores e materiais entre a matriz e as filiais; 
  • Herança da credibilidade da matriz. 

Desvantagens

  • Investimentos mais altos para expandir;
  • Mais despesas agregadas;
  • Lojas (ou empresas) pertencem à matriz, e não ao investidor.

Franquia ou filial: qual escolher? 

Na hora de escolher entre franquia ou filial, é importante levar em conta todas as características apontadas neste artigo. A verdade é que ambos os modelos podem ser boas opções para expandir um negócio ou mesmo iniciar um investimento.

O que deve ser colocado em jogo é o seu perfil como empreendedor e as expectativas relacionadas à gestão do negócio.

Por exemplo: se estiver em busca de um empreendimento descomplicado, com investimento inicial relativamente baixo e retorno rápido, nossa dica é apostar em franquias de sucesso, preferencialmente ligadas aos segmentos em alta no mercado (como saúde, estética e educação). Quer saber mais sobre investimentos em franquias? Leia nosso artigo com as franquias em alta em 2021 e guie sua escolha em direção ao sucesso!