Franquia de serviços e franquia de produtos: tudo o que você precisa saber sobre os modelos de investimento

Franquia de serviços e franquia de produtos: tudo o que você precisa saber sobre os modelos de investimento

Franquia de serviços ou produtos? Qual dos modelos é a melhor escolha? Se você já fez estas perguntas, chegou a hora de obter as respostas! 

Caso você acompanhe o conteúdo do IEV, sabe como funciona o modelo de franquias, certo? Entretanto, se este (ainda) não é o seu caso, não se preocupe: vamos recapitular.

Segundo o SEBRAE, franquias são estratégias empresariais de comercialização de um produto ou serviço que funcionam a partir de um negócio-matriz (a empresa franqueadora). Este negócio tem, como principais atribuições, fornecer um modelo de negócio compartilhado e orientar as estratégias de venda e marketing das empresas franqueadas. 

De acordo com a ABF, Associação Brasileira de Franchising, nosso país conta com mais de 160 mil unidades franqueadas no país, o que mostra uma tendência de solidez no mercado. 

Se você está em dúvida sobre investir em uma franquia de serviços ou produtos, continue a leitura! Falaremos sobre os diferenciais de cada modelo.

O que é uma franquia de serviços?

Após relembrar o conceito de franquia, em geral, fica mais fácil entender como se caracteriza uma franquia de serviços, especificamente. 

Trata-se do modelo de franquia no qual é comercializado um serviço. Por serviço, entende-se qualquer atividade de suporte, como contabilidade, advocacia, marketing, serviços gerais, engenharia, consultorias, reparos, limpeza, etc.

Nas franquias de prestação de serviços, o objetivo é ajudar clientes a solucionar suas demandas operacionais. 

De acordo com um levantamento da Conaje, Confederação Nacional de Jovens Empreendedores, divulgado pela ABF, o setor de serviços é o que mais atrai jovens empreendedores. O estudo aponta que 45% dos investidores entre 18 e 39 anos que pretendem abrir um negócio tendem a investir no setor de prestação de serviços.

Tipos de franquias de serviços mais procurados

Especialmente em decorrência da pandemia do novo coronavírus, em 2020, os tipos de franquias em alta na área de serviços faziam parte dos setores de: 

  • Educação;
  • Serviços domésticos;
  • Estética;
  • Pet Shops;
  • Delivery.

Além disso, vale destacar que, dentro do modelo de franquia de serviço, o segmento de microfranquias de prestação de serviços se mantém crescente. Ao longo da crise do coronavírus, o modelo se destacou como sendo o formato de investimento que apresentou menor queda percentual no número de novos negócios. 

Atualmente, segundo a ABF, operam no país 562 redes com modelo de microfranquia, sendo 63% puras (apenas com este modelo)e 37% mistas (com os dois modelos).

Vantagens do modelo de franquia de serviços 

Agora que você já sabe o que é uma franquia de serviços, é hora de compreender por que é uma boa ideia investir no modelo. Veja as vantagens a seguir: 

1. Investimento inicial tende a ser menor

O segmento de microfranquias de prestação de serviços é numeroso e extenso. É possível encontrar múltiplas opções de negócios com investimentos iniciais de até R$90 mil. 

Além disso, a implantação de uma franquia de serviços tende a ser menos onerosa do que de produtos, por exemplo, já que não demanda gastos adicionais com a criação de um mostruário de produtos (seja o modelo de franquia online ou físico).

2. Baixa taxa de mortalidade

Atualmente, de acordo com a ABF, a taxa de mortalidade das franquias de serviço está entre 10% e 15%. Esta porcentagem é considerada baixa em comparação com a taxa de mortalidade de negócios que não são franquias. De acordo com o Sebrae, neste caso, 24% das empresas fecham as portas antes de completarem 2 anos de vida. 

3. Não necessita conhecimentos avançados em comercialização de produtos

Outra vantagem de investir em uma franquia de serviços é a possibilidade de tocar o negócio mesmo sem ter habilidades avançadas em comercialização de produtos. 

Vender um produto, mesmo com todo o suporte da franqueadora, demanda conhecimentos sobre diversas áreas do mundo dos negócios: gestão de fornecedores, estoque, fluxo de caixa, suporte, atendimento ao cliente, acompanhamento e monitoramento da concorrência, pós-venda etc. 

Em contrapartida, para comercializar um serviço, é possível operar com um esquema de vendas simplificado. 

4. Dispensa a obrigatoriedade de uma sede física ou de um portal e-commerce

Invariavelmente, vender um produto implica na criação de uma vitrine, seja ela física ou virtual. E esta, por si só, já é uma etapa trabalhosa para quem investe em uma franquia de produto. 

É preciso pensar na criação de um espaço físico ou e-commerce para hospedar a loja virtual, providenciar imagens de alta qualidade, gerir estoques, logística de entrega e recebimento de mercadorias e disponibilizar um sistema de atendimento ao cliente que, em muitos casos, pode ser complexo. 

Quando o empreendedor oferece um serviço, ele pode estruturar suas vendas a partir de contatos informais com potenciais clientes, indicações e a apresentação de um portfólio simplificado, sem prejuízo no fechamento de negócios. 

Franquia de serviços ou produtos: afinal, em qual investir? 

Se você chegou até aqui em sua leitura, já conseguiu perceber que o modelo de franquia de serviços é mais simplificado e mais facilmente executável em comparação à franquia de produtos. 

Além dos pontos levantados anteriormente, é importante destacar que, por apresentar um investimento inicial reduzido e uma baixa demanda de investimentos para colocar o negócio no ar, a rentabilidade das franquias de serviços tende a ser maior. Além disso, o retorno sobre o investimento ocorre mais rapidamente. 

Agora que você já conhece tudo sobre o modelo de franquia de serviços, te convidamos a dar o próximo passo: escolher o melhor empreendimento para investir! 

As franquias do IEV – Instituto de Especialização em Vendas estão entre as opções de franquias mais lucrativas do Brasil, com retorno sobre o investimento inicial estimado entre 4 e 8 meses. 

A atuação das franquias acontece, sobretudo, com base na tecnologia EAD, que torna o modelo extremamente versátil e viável mesmo em situações de crise. 

Que tal conhecer o modelo de negócio do IEV e começar a tirar seu plano de investimento do papel?