O que é taxa de franquia: descubra o conceito e as diferenças para os royalties

O que é taxa de franquia: descubra o conceito e as diferenças para os royalties

Uma das principais diferenças entre uma franquia e um negócio próprio são as taxas que devem ser pagas à primeira. Muitos empreendedores não compreendem o que é taxa de franquia, suas diferenças para outras taxas que devem ser pagas à rede e por que elas existem. 

Esses valores fazem parte de uma estrutura que a rede mantém para dar suporte aos franqueados. Eles são essenciais para o desenvolvimento das novas unidades de franquia e para o crescimento das antigas. Por isso, criamos este artigo para esclarecer todas as dúvidas relativas a esse assunto. 

Aqui você vai saber sobre: 

  • O que é a taxa de franquia? 
  • Existe diferença entre taxa de franquia e royalties de franquia? 
  • Qual o valor e como é feito o pagamento? 
  • Por que são cobradas a taxa de franquia e a taxa de royalties?

Prepare seu bloco de notas para as anotações e vamos entender tudo sobre esse assunto! 

O que é a taxa de franquia? 

Imediatamente depois da assinatura do contrato de adesão à rede de franchising, o novo franqueado deverá pagar um valor em dinheiro. Esse valor é justamente a taxa de franquia, que corresponde ao pagamento para poder usar a marca da rede franqueadora. 

A taxa de franquia, assim como outros encargos do universo de franchising, estão previstos na Lei de Franquias (Lei nº 8955/94), que regulamenta o setor. Segundo essa lei, a taxa deve estar descrita de forma clara na Circular de Oferta da Franquia (COF). Esse documento é uma espécie de contrato que estabelece as bases da relação entre rede e franqueado. 

Qual o valor e como é feito o pagamento?

O valor da taxa de franquia depende e varia de uma rede para a outra. As chamadas microfranquias podem ser adquiridas por valores aproximados de R$ 25 mil. Já outras redes de franchising pedem mais de 10 vezes esse valor para um novo franqueado. 

Tudo depende do setor em que a franquia está inserida e também da estrutura necessária para a montagem de uma unidade. 

O que é importante frisar, porém, é que a taxa de franquia é paga uma única vez, logo depois da assinatura do contrato de adesão, e ela tem um valor fixo. Algumas redes cobram uma nova taxa no ato de renovação do contrato, que normalmente tem duração de 5 anos. Portanto, observe esse ponto antes de tomar a sua decisão.

Existem, ainda, franquias que optam por não cobrar a taxa de adesão. Nesses casos, os valores correspondentes à taxa costumam vir diluídos em outros encargos. Por isso também recomendamos uma análise bastante criteriosa antes de assinar o contrato. 

Já está bem mais fácil entender o que é taxa de franquia, certo? Mas qual a diferença entre ela e os royalties? Isso é o que vamos ver a seguir, continue a leitura! 

Existe diferença entre taxa de franquia e royalties de franquia? 

Esse assunto gera muitas dúvidas e não são poucas as pessoas que fazem confusão entre o que é taxa de franquia e os royalties de franquia. Mas a verdade é que trata-se de duas coisas bem diferentes. 

Ao contrário da taxa de franquia, os royalties de franquia são uma taxa que deve ser paga mensalmente à rede de franchising. Esse valor pode ser fixo ou variável, correspondendo a uma porcentagem do faturamento mensal bruto da unidade franqueada. Normalmente, os royalties variam de 4% a 10% e são acordados previamente entre a rede e os franqueados. 

Esse encargo é um pagamento pelo uso constante da marca e também pelo acesso ao know-how da rede de franchising. As melhores redes fornecem assistência, suporte e materiais que ajudam o franqueado não só na implementação, mas também no desenvolvimento e crescimento do negócio.  

Alguns dos investimentos da rede que esse valor ajuda a cobrir são as melhorias constantes nas metodologias, nos materiais como manuais e outros documentos úteis, treinamentos, eventos para a rede e outros. 

Por que são cobradas a taxa de franquia e a taxa de royalties? 

A taxa de franquia tem algumas funções bem claras dentro do funcionamento de toda a rede. A primeira delas é cobrir os gastos que a rede teve ao conduzir o processo de prospecção e seleção do candidato a franqueado. 

Quem olha de fora pode não ter essa percepção, mas calculamos que a rede investe entre R$ 10 mil e R$ 15 mil em comunicação e divulgação do seu trabalho para atrair um novo membro franqueado. 

O esforço é grande e, no fim das contas, pouco mais de 1% dos interessados em uma franquia acabam se tornando um novo membro. A taxa de franquia, portanto, garante a sustentabilidade da rede como um todo. 

O segundo motivo para a cobrança dessa taxa é o suporte oferecido pela rede. Antes mesmo da abertura do negócio, a franqueadora oferece um treinamento inicial para o novo membro franqueado, além de todo o suporte necessário para a implementação da nova unidade. 

Por fim, a taxa de franquia pode ser considerada uma remuneração ao franqueador por todo o trabalho de desenvolvimento do modelo de negócio, pela tecnologia necessária para fazer tudo funcionar e por outras questões envolvidas nas operações da franquia.

Já a taxa de royalties é uma forma de o franqueado remunerar a rede pelo uso da marca e também por todo o apoio que a franqueadora oferece. Isso é explicado na própria Lei de Franquias, que define a taxa como uma “remuneração periódica pelo uso do sistema, da marca ou em troca dos serviços efetivamente prestados pelo franqueador ao franqueado”.

Agora que você já entendeu o que é taxa de franquia e sua diferença para os royalties da franquia, sente-se mais seguro para optar por esse modelo de negócio? 

Então, nossa sugestão é que você comece já a pesquisar sobre a franquia do Instituto de Especialização em Vendas (IEV). O instituto é a primeira escola do Brasil com foco na profissionalização dos profissionais da área comercial. 

Assista ao vídeo e saiba mais sobre a franquia:

Entre nossos serviços, oferecemos cursos online em vendas e também apoio para que gestores e gerentes comerciais possam superar os desafios do dia a dia. Nosso objetivo é ajudar as empresas a venderem mais e melhor. 

O IEV foi fundado em 2014 por três dos maiores especialistas em vendas do país. A partir da sua experiência, eles desenvolveram uma metodologia prática, que permite uma maior sistematização das técnicas de vendas. Assim, o vendedor depende menos da sua intuição e mais de métodos testados e com eficácia comprovada. 

O instituto tornou-se membro da Associação Brasileira de Franquias (ABF) em 2018. De lá para cá, já abriu mais de 40 unidades em todo o Brasil. Agora só falta você! Conheça a franquia do IEV e venha fazer parte dessa rede que está mudando as vendas no Brasil!