Como lidar com a concorrência? 6 passos simples para evitar que o seu concorrente roube seus clientes

Saber como lidar com a concorrência é um dos maiores desafios de empreendedores — sobretudo aqueles que se aventuram no competitivo mundo digital. 

Neste artigo, reunimos 6 dicas e um bônus para te ajudar a desenhar a estratégia perfeita para driblar a saturação do mercado e conquistar o seu espaço em meio a tantos outros negócios. 

Continue a leitura e descubra como lidar com a concorrência: 

  1. Explore os diferenciais do produto ou serviço
  2. Saiba exatamente para quem vender
  3. Não caia em guerras de preços
  4. Avalie os passos da concorrência
  5. Busque formas de inovar de dentro para fora
  6. Aposte em um atendimento ao cliente exemplar

Como lidar com a concorrência? 6 passos simples 

A seguir, separamos 6 dicas para vencer a concorrência e se manter competitivo no mercado. 

1. Explore os diferenciais do produto ou serviço

Nossa primeira dica para quem busca entender como lidar com a concorrência é: explore os diferenciais do produto ou serviço vendido. Esta é uma regra clássica da publicidade e das vendas, mas não pode deixar de ser mencionada. 

É comum vermos, especialmente no varejo, uma estratégia conhecida como “mimetização” em ação. Nela, marcas tentam se igualar a outras, com maior popularidade e vendagem. Por isso, ao circular entre as gôndolas de um supermercado, é comum que você encontre dezenas de embalagens muito semelhantes para produtos que cumprem a mesma função. 

No segmento de serviços, entretanto, este não é o caminho mais assertivo. Em um mundo competitivo, não basta ser igual; é preciso ser melhor. 

Dessa forma, os diferenciais daquilo que é oferecido devem ser explorados diariamente, tanto nos processos organizacionais, quanto nas rotinas de setores como vendas, marketing, suporte e atendimento ao cliente

2. Saiba exatamente para quem vender

Entre as melhores dicas para vencer a concorrência, não poderíamos deixar de citar a definição do público-alvo. Aliás, para lidar com os concorrentes de forma efetiva, é preciso ir além da definição do público-alvo. O recomendado é desenhar e conhecer detalhadamente as personas do negócio. 

Personas são descrições aprofundadas e humanizadas do cliente ideal de uma empresa. Uma persona bem desenhada ajuda a entender os melhores canais para comunicar, a melhor linguagem para adotar e, sobretudo, os melhores argumentos para vender mais. 

Para você ter uma ideia do nível de detalhamento necessário para uma persona bem descrita, veja a lista abaixo. Ela traz alguns dos atributos necessários para a criação da persona do negócio:

  • nome;
  • idade;
  • profissão;
  • cargo;
  • ambições no trabalho;
  • hobbies;
  • meios de comunicação mais utilizados; 
  • principais desafios profissionais e pessoais;
  • etc. 

O desenho das personas pode ser feito a partir de uma avaliação dos clientes já existentes na empresa (aliado à segmentação daqueles que são considerados “ideais” e o agrupamento de suas características comuns) ou a partir de uma pesquisa de mercado. 

Saiba mais sobre as personas no vídeo abaixo: 

3. Não caia em guerras de preços

Outra situação clássica, porém indesejável para quem busca entender como lidar com a concorrência é a guerra de preços. Empreendedores que não conseguem estruturar um posicionamento de marca sólido acabam sucumbindo a esta, que é uma das práticas menos recomendadas para as empresas. 

Em uma guerra de preços, sai na frente quem consegue oferecer o menor valor em cada produto. O que pode parecer uma boa estratégia para conquistar novos clientes, é, ao mesmo tempo, um caminho para a desestabilização do negócio. Isso porque a redução de preços tem, também, seu preço. 

E ele, muitas vezes, está ligado à cortes de benefícios internos, redução de investimentos em matéria-prima de qualidade e simplificação de processos que contribuem positivamente para a fluidez da operação. 

A solução para driblar a concorrência sem se submeter à necessidade de operar com preços baixos é fortalecer a imagem do negócio, agregando valor ao produto e ao serviço de atendimento ao cliente. 

Dessa forma, é possível, inclusive, vender mais sem ter o menor preço

4. Avalie os passos da concorrência

É impossível entender como lidar com a concorrência se você não sabe sequer como ela opera. Por isso, avaliar e compreender os passos das empresas do seu segmento é essencial para desenvolver um posicionamento diferenciado de atuação.

Escale uma equipe para trabalhar com estudo e acompanhamento do mercado, e inclua análise de segmento entre as atribuições do time. Com isso, você terá profissionais de olho em:

  • estratégias mais utilizadas;
  • canais preferidos da concorrência;
  • posicionamento de marca;
  • diferenciais explorados por outras empresas do segmento;
  • formas de relacionamento com o cliente;
  • etc. 

5. Busque formas de inovar de dentro para fora

Adotar uma cultura de inovação é uma forma de diferenciar o serviço oferecido e colher consequências positivas, como lidar com a concorrência. 

Por isso, estimule o pensamento criativo e a inventividade no seu time comercial. Aposte em dinâmicas como a metodologia LEGO, para abrir a mente dos vendedores sobre novas possibilidades de operação. A tendência é de que, ao inovarem nas formas de cumprir suas tarefas e executarem o planejamento estratégico da empresa, o time encontre, também, formas diferentes de prospectar e abordar clientes. 

6. Aposte em um atendimento ao cliente exemplar

Como lidar com a concorrência sem pensar em atendimento ao cliente? Nós respondemos: é impossível! 

Nos dias de hoje, a experiência do cliente é o fator mais importante em uma decisão de compra — à frente, inclusive, do preço. Prova disso é este relatório, da PwC, que aponta que 48% dos clientes aceitariam pagar mais para ter mais conveniência. Além disso, 36% pagariam mais por um atendimento amigável e acolhedor. 

Impressionante, não é? 

Diante dessas informações, fortalecer a experiência do cliente deve ser uma das principais metas de empresas que buscam dicas para vencer a concorrência.

Não sabe por onde começar? Nós te ajudamos! Aqui vão algumas dicas básicas para começar a trabalhar customer experience no seu negócio: 

  1. reduza o tempo de resposta a tickets e solicitações por telefone ou e-mail; 
  2. seja amigável e empático;
  3. não faça o cliente repetir suas necessidades a cada ponto de contato – trabalhe seu histórico como uma base de conhecimento; 
  4. invista em tecnologia, como os chatbots, para disponibilizar suporte 24h.

Bônus: como acabar com a concorrência investindo em treinamento de vendedores 

Ter um time motivado e engajado é mais do que fundamental para entender, na prática, como lidar com a concorrência. Ao ler este artigo, você certamente percebeu o quão crucial é o papel do atendimento ao cliente na diferenciação de um negócio.

E quer saber qual a melhor forma de engajar, motivar e profissionalizar seu time cada vez mais? Com a ajuda de bons treinamentos para vendedores!  

Se esta é uma demanda do seu negócio, temos uma boa notícia: a expertise do IEV – Instituto de Especialização em Vendas, pode ser o que você precisa para levar sua empresa a outro patamar, driblando a concorrência.

Nosso trabalho já alcançou mais de 450 empresas, ultrapassando a marca dos 5 mil alunos treinados com nosso portfólio de cursos voltados para vendedores, equipes e lideranças. Quer conhecer alguns de nossos serviços? Conheça nosso portfólio de cursos!