Como ser um gestor estratégico em 7 passos

Como ser um gestor estratégico em 7 passos

A arte da estratégia já definiu muitas mudanças ao longo da história, principalmente em relação a conflitos. Então, antes de entender como ser um gestor estratégico, comece colocando as guerras em mente.

Isso porque, foi só depois da Segunda Guerra Mundial que o termo “estratégia” foi incorporado no mundo comercial. Naquela época, os líderes comerciais observaram que poderiam se beneficiar muito de uma gestão estratégica dos negócios, já que o gestor tem como foco o planejamento estratégico de um time comercial para alcançar grandes objetivos.

No entanto, segundo a empresa global IBM, 90% dos executivos dizem estar perdendo oportunidades devido a estratégias inadequadas. 

Neste artigo, você verá tudo sobre como ser um gestor estratégico em 7 passos!

Boa leitura!

O que é gestão estratégica

Gestão estratégica é o termo que traduz um conjunto de planos táticos e estruturados que guiam todos os processos de um time. Desse modo, o gestor consegue alavancar os resultados da equipe comercial focando não só em grandes planos, mas na melhor forma de chegar lá.

O gestor estratégico costuma ser um profissional de alta performance, já que está sempre observando oportunidades inovadoras e únicas de melhorar seus processos. 

CHA do gestor estratégico

O CHA é a sigla para Conhecimentos, Habilidades e Atitudes que um profissional deve ter. Ela se aplica a todas as áreas profissionais e é um grande diferencial para líderes. Ao entender como ser um gestor estratégico, é possível desenvolver:

  • Conhecimento amplo e minucioso dos seus processos e do mercado;
  • Expectativas grandes e otimistas em relação ao desempenho da equipe e dele mesmo;
  • Conseguir definir prioridades e saber como usar informações importantes;
  • A habilidade de antecipar situações desafiadoras;
  • Pensar nas possibilidades antes de assumir projetos e buscar sempre o melhor caminho estratégico;
  • Dar e receber feedbacks, aprendendo com suas ações, principalmente aquelas que não saíram como o esperado.

Os resultados de um gestor estratégico

Como um gestor estratégico deve ter uma visão analítica, inovadora e focada em metas a longo prazo, é o principal responsável por manter uma empresa firme e forte dentro do mercado.

Um exemplo bastante popular de como o pensamento estratégico muda uma empresa é o caso da Starbucks. Quando Howard Schultz assumiu a rede de cafeterias em 1987, existiam 6 lojas e 100 funcionários.

Em cerca de 10 anos, sua metodologia de gestão estratégica fez com que esse número crescesse para 2.498 lojas e 35.620 colaboradores, com 400 franqueadas e o restante de unidades da empresa. 

Ele teve ações de priorizar seus colaboradores, investir no valor do produto e criar um reconhecimento entre clientes e marcas. Dessa forma, ele aplicou um dos pilares da gestão estratégica: enxergar o novo.

Como ser um gestor estratégico em 7 passos

Agora que você viu a diferença que o planejamento estratégico de uma empresa faz, vamos ver o passo a passo de como ser um gestor estratégico!

1- Alta performance no planejamento e execução

A base dessa categoria de gestão é o planejamento estratégico. Apesar de ser uma prática que está na estratégia, são conceitos diferentes.

O planejamento estratégico é a ação de pensar, elaborar e analisar todos os passos necessários para alcançar um objetivo. Depois disso, fica claro quais estratégias aplicar.

É por isso que quem sabe como ser um gestor estratégico desenvolve um pensamento de guerra. Aqui, a jornada importa tanto quanto o objetivo. Em uma empresa, tudo deve começar no planejamento, e não deve diferir para a equipe comercial.

Por isso, o primeiro erro de quem tenta aplicar esse modelo de gestão é não procurar desenvolver um plano bem definido bem detalhado em todas as áreas, isso quando ele existe.

Se você joga um objetivo nas mãos do seu time sem planejamento e, ainda, não monitora sua execução, você não consegue ter sucesso.

Os melhores generais de batalha não são aqueles que ficam sentados na tenda de guerra contando com a sorte. São aqueles que planejam o conflito, avaliam cada vantagem e fraqueza e apresentam uma estratégia sólida para o exército. 

Ou seja, é preciso planejar, revisar e monitorar cada ponto!

2 – Definição e melhoria de processos

Os processos de uma equipe comercial são a sequência de passos necessários para chegar à venda.

Embora seja uma atividade essencial para o bom funcionamento das vendas, muitos gestores costumam deixar a definição de processos por conta da equipe. Assim, cada vendedor age da maneira que acredita ser melhor. 

Quando isso não acontece, outro problema é a falta de otimização. Ou seja, esperar que o mesmo processo funcione em todas as ocasiões, mesmo após mudanças no mercado.

Ser estratégico é também avaliar cada melhoria que pode ser aplicada no processo. É importante que o gestor esteja sempre buscando desenvolver suas atividades para que sejam mais rápidas e eficientes.

Quando se fala de inovação, há sempre quem diga “minha empresa não precisa disso”. Essa não pode ser a realidade dos gestores estratégicos, pois eles são aqueles que exploram o melhor de cada oportunidade e aplicam em seus processos!

Imagine se o general de batalha escolhesse ir para a guerra com pôneis enquanto seu inimigo tem os melhores cavalos!

3 – Delegar tarefas corretamente

A realidade de muitos líderes é a sobrecarga de tarefas. Então, uma das maiores lições de quem aprende como ser um gestor estratégico é conseguir distribuir funções e focar no que é pertinente.

Muitos líderes querem ter “tudo nas próprias mãos” julgando que assim terão controle sobre os resultados. Na verdade, isso não é verdade. Um gestor estratégico, além de confiar na equipe, foca seus esforços nas áreas mais importantes para a função dele. 

Ele se dedica aos processos mais complexos e traz soluções. Por isso, é necessário definir prioridades e confiar na competência da equipe.

Gestores sobrecarregados costumam não conseguir focar nas verdadeiras atividades que trazem melhorias estratégicas para seus resultados. 

Como um bom general, é sua função pensar em como melhorar as tarefas do time, mas não executá-las. Se só um homem quiser derrotar a primeira linha de batalha inteira, ele com certeza perderá!

4 – Investir na equipe

Ter uma gestão estratégica de negócios envolve uma visão que busca por melhorias constantes. O ramo comercial não é algo engessado, e sua equipe também não deve ser.

Gestores estratégicos buscam alta performance e inovação em todas as áreas, inclusive em relação à equipe. Não basta apenas entender como ser um gestor estratégico, é preciso aplicar a mesma melhoria na equipe. 

Assim como seu líder, um time de alta performance não fica atrás em estratégias de vendas. Ao passo que o mercado se desenvolve, um líder deve buscar o mesmo para seus colaboradores. 

Se os vendedores não revisam as estratégias de vendas, são treinados ou que o gestor não pensa em como melhorar a performance deles, é necessário repensar. 

Pense no seguinte: o batalhão mais preparado e afiado em técnicas é aquele que vence a guerra.

Se você tem grandes objetivos e quer alcançá-los, mas não desenvolve a equipe de acordo com isso, acredite: ter o melhor general não fará milagres quando os soldados não sabem como batalhar.

5 – Atualização em relação ao mercado

No processo de saber como ser um gestor estratégico existem muitas revisões de postura. Então, se você quer aplicar as melhores ações, mas não tem como prioridade estar por dentro do seu mercado, uma das suas tarefas é mudar isso.

Como falamos acima, não existe gestão estratégica sem planejamento, e muito menos sem uma visão ampla e atualizada sobre o mercado

Um gestor estratégico reconhece que o olhar crítico é indispensável para a área comercial!

6 – Autodesenvolvimento 

Os melhores profissionais são aqueles que nunca param de se reinventar!

Portanto, o autodesenvolvimento não pode estar fora da sua jornada de construção da gestão estratégica. Não se engane: estudar não é tempo perdido, mas sim um investimento!

A leitura, estudo e atualização em sua área são atividades essenciais da rotina de um gestor estratégico. Sem elas, você não conseguirá construir uma visão diferenciada do mundo comercial.

Gestores estratégicos precisam de um plano de desenvolvimento estruturado e eficaz, visto que estão sempre procurando se diferenciar do mercado. O melhor gestor é aquele que estuda constantemente. 

7 – Uso de indicadores 

Líderes estratégicos não especulam, eles arquitetam e controlam os resultados. Por isso, uma gestão estratégica dos negócios não pode ser feita sem indicadores.

Sem saber “de onde vem e pra onde vão” os esforços da equipe comercial, não há como estruturar as melhores estratégias. E esse é o gargalo de muitos planejamentos de vendas.

Isso porque, não tem como ser um gestor estratégico sem estratégia. E não há como formular os melhores planos sem uma base que determine o que funciona e o que pode ser deixado de lado.

Por isso, se você quer ser um gestor estratégico, não pode ignorar os KPIs (Key Performance Indicators, em inglês). 

Não adianta almejar grandes metas financeiras sem saber o que deve ser feito para chegar lá. Ao focar em melhorar o planejamento, processos, equipe e a si mesmo, o gestor estratégico sabe que está mirando no sucesso.