Educação corporativa: o que é? Quais os objetivos? + Vantagens

Qual empresa não gostaria de ver os seus colaboradores aprendendo cada vez mais, colocando em prática seus conhecimentos e tornando-se profissionais melhores? É a partir dessa perspectiva que aparece a ideia da educação corporativa.

Em um mundo em que as transformações digitais ocorrem em uma velocidade cada vez maior, ficar parado não é uma opção. Não para quem deseja evoluir e crescer. As empresas já vêm percebendo isso, e os funcionários também.

Segundo a pesquisa HR Innovation, a educação corporativa é uma das principais tendências atualmente. Os números mostram que 76,5% das empresas devem priorizar investimentos nessa área.

Neste momento, muitos já perceberam que investir no desenvolvimento do capital humano, ou seja, no contínuo aprimoramento dos colaboradores é uma das principais maneiras de um negócio manter vantagens competitivas.

Afinal, uma equipe qualificada entrega resultados melhores. Mais do que isso, ao investir na capacitação de seus funcionários, eles se sentirão mais felizes, o que influencia na produtividade, como mostra esse artigo da Forbes

Como dá para perceber, essas já são algumas das vantagens da educação corporativa. Quer saber mais sobre o conceito, os objetivos, os exemplos, qual a missão da educação corporativa e como implementá-la na empresa? Então, continue a leitura!

O que é educação corporativa?

Educação corporativa é um projeto de formação desenvolvido pelas empresas. A missão é incentivar a aprendizagem contínua, o que permitiria que os colaboradores adquirissem novas competências de acordo com as estratégias empresariais.

Atualmente, cada vez mais as organizações e os próprios funcionários entendem a importância do conhecimento e de continuar em constante desenvolvimento. 

Até mesmo porque, quando pensamos do lado corporativo, pode ser muito difícil encontrar bons talentos para trabalhar em determinadas áreas, no momento de recrutamento e seleção

Contudo, com a educação corporativa, é possível alinhar a capacitação de acordo com aquilo que a empresa precisa. Com isso, os colaboradores adquirem novos conhecimentos com foco nas habilidades que a instituição considera primordial. 

Qual a diferença entre treinamento e educação corporativa?

Em um primeiro momento, pode parecer que os dois são iguais. Mas, na verdade, eles possuem objetivos diferentes.

Normalmente, os treinamentos são concentrados exclusivamente nos profissionais da empresa e, até mesmo, para grupos específicos, como a área comercial, por exemplo. 

Já a educação corporativa possui um público-alvo mais abrangente, pois além de incluir os funcionários e líderes, pode englobar também parceiros, fornecedores, familiares dos colaboradores, os próprios clientes e até mesmo a comunidade.

Mas mais do que isso, este último engloba a educação cooperativa. Ou seja, os participantes possuem um papel central na construção do seu conhecimento, com uma aprendizagem ativa.

Outra diferença entre os treinamentos convencionais e a educação corporativa é que o primeiro, normalmente, é feito pensando a curto prazo, focando no conhecimento de habilidades e técnicas específicas para a área.

Em contrapartida, a educação empresarial é pensada mais a longo prazo, construindo uma boa relação entre as partes e, principalmente, focando no comprometimento dos objetivos e visões da organização.

Como utilizar a educação continuada dentro da corporativa?

A educação continuada é um conceito de aprendizagem que consiste na ideia da constante qualificação do indivíduo. Um termo que vem do inglês é o lifelong learners, que possui a filosofia de que “nunca é cedo ou tarde demais para se aprender”.

Uma vez que a missão da educação corporativa é o desenvolvimento pessoal e profissional dos participantes, é possível englobar o aprendizado contínuo dentro da área. 

No fim, os benefícios da educação continuada costumam ser os mesmos que os da corporativa. Mas falaremos sobre isso adiante.

Quais são os objetivos da educação corporativa? 

A missão da educação corporativa não é apenas ensinar os profissionais a “como fazer” determinadas atividades. Afinal, vimos que o público-alvo da estratégia costuma ser muito mais abrangente que os colaboradores.

Mas, o objetivo é alinhar as estratégias empresariais ao desenvolvimento dos colaboradores. Ou seja, trazer para o processo de aprendizagem habilidades e competências que são essenciais para a organização.

Quando pensamos no público fora das instituições, a ideia é capacitar sobre temas relacionados ao negócio da empresa, inclusive incluindo a comunidade em debates estratégicos sobre responsabilidade social e/ou ambiental.

Qual é a importância da educação corporativa?

Como vimos, o desenvolvimento constante dos colaboradores é algo crucial para o sucesso de qualquer empreendimento. Mais do que isso, incentivar os profissionais a sempre procurar novos conhecimentos e se engajarem, ativamente, neste processo.

Além disso, há a oportunidade de trazer pessoas de fora para conhecer a organização, melhorando o relacionamento com parceiros e criando uma percepção positiva externa, pelos potenciais impactos que tem nas comunidades.

Inclusive, a liderança tem um papel fundamental no processo da educação corporativa, influenciando no processo de aprendizagem, além de disponibilizar tempo e motivação para aprender. 

Assim, é possível construir, em conjunto, uma equipe de alto desempenho. Neste eBook, reunimos o passo a passo para você entender como liderar a equipe usando os conhecimentos, habilidades e atitudes dos melhores gestores comerciais do mercado! Baixe gratuitamente agora mesmo.

Quais são os benefícios da educação corporativa? 

1. Formação de novos talentos

Como falamos, o processo de contratação de profissionais de alto desempenho é um grande desafio para as organizações. Entretanto, a partir do momento em que você foca na aprendizagem contínua, é possível lapidar os profissionais conforme as necessidades da empresa.

Afinal, a educação empresarial pode incentivar os colaboradores a se especializarem cada vez mais. 

Isso, tanto nas áreas específicas, como nas estratégias de vendas, mas também no comprometimento com conhecimentos em habilidades comportamentais, ou o que chamamos de soft skills.

2. Desenvolvimento pessoal e profissional

O desenvolvimento pessoal e profissional não apenas foca em adquirir novas habilidades, mas também em promover novas formas de melhorar a qualidade de vida e bem-estar do indivíduo.

Uma pesquisa realizada pela Middlesex University mostrou que 74% dos entrevistados sentiam que não estavam atingindo todo o seu potencial no trabalho devido à falta de oportunidades de desenvolvimento.

Isso mostra como os próprios colaboradores estão dispostos a dedicar tempo nos estudos e querem adquirir conhecimentos para potencializar suas atividades.

3. Aumento da motivação e produtividade

A educação corporativa é uma das maneiras mais efetivas de engajar os colaboradores a darem o seu melhor dentro da instituição. 

Afinal, eles percebem o investimento feito pela empresa, além de estarem conquistando novas experiências que podem ajudá-los diretamente nas tarefas que desempenham.

Isso mostra que incentivar a aprendizagem contínua é uma forma de motivar as equipes e, consequentemente, de melhorar os resultados alcançados.

4. Vantagem competitiva

Por fim, essa se mostra como um dos melhores investimentos de estratégias comerciais para as companhias. Afinal, com a educação corporativa é possível unir as principais competências que o colaborador deve fortalecer com o DNA da empresa.

Assim, terá o desenvolvimento de profissionais que possuem habilidades e conhecimentos imprescindíveis para exercer a sua função, mas que ainda conhecem a cultura da organização.

Além disso, a criação do conhecimento produz inovação contínua, o que gera a vantagem competitiva. Afinal, por meio desses novos aprendizados podemos melhorar os processos internos, transformando-os em procedimentos efetivos e rentáveis.

Ou seja, investir no aperfeiçoamento de competências técnicas e comportamentais promove uma maior vantagem competitiva. Por fim, a educação corporativa:

  • Valoriza o profissional;
  • Resulta no aumento da produtividade;
  • Melhora a qualidade do trabalho e das entregas feitas (uma vez que há conhecimentos específicos para isso);
  • Os processos se tornam otimizados e eficientes;
  • Há uma maior satisfação do cliente, o que possibilita sua fidelização.

Até mesmo porque, como mostra o relatório da Zendesk, aproximadamente metade dos clientes afirma que mudaria para a concorrência após apenas uma experiência ruim. No caso de mais de uma, esse número chega a 80%.

Então, garantir a satisfação dos consumidores é fundamental para que eles se mantenham comprometidos com a empresa. 

Pensando que a educação corporativa traz o aumento da produtividade e otimização dos processos, uma das possibilidades é promover o sucesso do cliente por meio de experiências positivas.

Essas foram as quatro principais vantagens que a educação corporativa e continuada trazem para as organizações. Quer saber como colocar isso em prática? Confira. 

Como implementar a educação corporativa nas empresas?

Tudo o que vimos aqui mostrou a importância de investir na aprendizagem contínua dos colaboradores, seja por meio de treinamentos, capacitações, cursos ou todas essas modalidades juntas.

No primeiro momento, é essencial estabelecer um planejamento para entender os maiores desafios da empresa e dos colaboradores, quais habilidades e competências podem ser aprimoradas e até mesmo as dificuldades que a organização tem no longo prazo.

Essa análise pode ser feita por meio de indicadores de vendas, resultados de lucros ou até mesmo focar em pontos relacionados à gestão de pessoas, como retenção de talentos e taxa de turnover. 

Uma vez estabelecido, é necessário pensar em tipos de treinamentos, como elaborar bons conteúdos, ou então procurar por empresas especializadas na área que será o primeiro foco da educação corporativa.

Conheça o IEV: educação corporativa para times de vendas

No IEV você encontra mais que apenas um curso ou treinamento, e sim a mais completa capacitação de vendas do Brasil. Como? Por meio da união da teoria, técnicas, métodos e resultados verificáveis.

Além disso, conta com a experiência dos maiores especialistas do Brasil, com  metodologias práticas e eficientes.

No mercado desde 2014, o IEV já ajudou 30 mil alunos e mil empresas a acalçar bons resultados. Ou seja, é a principal opção para as organizações que buscam descobrir, desenvolver e atingir todo o seu potencial em vendas.Quer saber mais? Entre em contato com a equipe do IEV e comece hoje essa mudança.