Entenda como fazer onboarding de novos colaboradores da empresa! 4 dicas

O onboarding de novos colaboradores é uma etapa extremamente importante para a integração dos recém-contratados com o novo ambiente de trabalho, colegas de equipe e cultura organizacional da companhia.

Esse é o momento em que o setor de Recursos Humanos (RH) dá as boas-vindas e introduz o colaborador ao novo emprego. Essa é a primeira oportunidade formal que o recém-contratado terá com os valores da organização, regras da casa e introdução à sua função.

Apesar de não ser levado a sério por 100% das empresas, o onboarding tem um valor estratégico precioso para as empresas. Não por acaso, segundo uma pesquisa do Brandon Hall Groupo onboarding de novos colaboradores feito de maneira eficiente garante uma retenção de 82% e um aumento de mais de 70% na produtividade.

Diante da sua importância, preparamos esse conteúdo especial para explicar o conceito da prática e 4 dicas para fazer um onboarding de sucesso. Ficou curioso? Confira o conteúdo até o fim!

O que é onboarding de novos colaboradores?

Como falamos de maneira introdutória mais acima, o onboarding de novos colaboradores é um processo de recepção que tem como objetivo a integração mais ágil e espontânea do novo funcionário à rotina, cultura e processos da organização.

Suas etapas variam de companhia para companhia e há, inclusive, empresas que não conhecem o potencial dessa etapa e não investem no processo. 

De maneira geral, ele é organizado pelo setor de Recursos Humanos, que é o responsável pelas principais orientações a respeito da:

Em onboardings mais completos, há também a etapa de treinamentos e formações. Nesse ponto, os novos colaboradores aprenderam suas principais tarefas e entenderão sobre seu novo ofício.

Em tempos de transformação digital, há tanto modalidades de treinamento EAD quanto  formações presenciais. Tudo depende das características da organização e de qual modelo é mais eficiente para cada função.

Geralmente, a formação é sucedida por um período de trabalho supervisionado, no qual o novo funcionário vai começar a exercer suas funções por meio de um regime especial e com o acompanhamento de perto de um supervisor capacitado.

Diante disso, alguns podem pensar que investir em onboarding de novos colaboradores parece um investimento demasiado e exageradamente complexo e demorado. Entretanto, fazer diferente pode resultar no “barato que sai caro”.

Afinal, um onboarding eficiente e cauteloso impacta positivamente nos índices de retenção dos funcionários, pois eles se tornam mais aptos, capacitados e bem adaptados à rotina da nova empresa.

Como fazer onboarding de novos colaboradores? 4 dicas

Viu como o onboarding de novos colaboradores é importante? Então que tal começar a colocá-lo em prática? 

Confira as quatro dicas que separamos para fazer uma integração eficiente de novos funcionários na rotina corporativa:

1. Complemente o onboarding ao processo seletivo

Sob uma perspectiva mais estratégica, o onboarding deve ser enxergado como um complemento do processo seletivo. Afinal, a integração do colaborador começa nas entrevistas de seleção.

É lá que serão apresentadas as condições de trabalho, o cargo a ser exercido, salário, e outras informações relevantes. 

Além disso, a seleção também é o momento para fazer o fit cultural. Esse é um momento do processo seletivo em que são feitas uma série de perguntas para avaliar o quanto o candidato adequa-se à cultura organizacional da empresa.

Em suma, um bom filtro no processo seletivo já facilita o trabalho do onboarding e garante um processo de adaptação ainda mais eficiente.

2. Prepare um evento especial de onboarding 

Mostre aos novos colaboradores que a empresa estava preparada e entusiasmada para recepcioná-los. 

Nesse sentido, prepare um evento bem organizado com vídeos institucionais, desenvolva apresentação de valores corporativos por parte de um responsável do RH e chame um funcionário mais experiente para conversar com os novos contratados.

Essa também é uma ótima ocasião para oferecer brindes ou kits institucionais, como uma agenda, calendário, caneta, entre outras possibilidades.

3. Faça um tour pela empresa

Nada como um tour pela empresa para que os novos colaboradores sintam-se ambientados, não é verdade? Aproveite a ocasião do onboarding para apresentar os diversos setores, como cada área está interligada com a outra e a rotina dos funcionários.

Os novos colaboradores podem aproveitar a ocasião para conversar com outros colegas de diversas áreas, tirar dúvidas, trocar experiências e se sentirem mais à vontade e bem ambientados.

Além disso, é importante apresentar onde ficam os banheiros, copa, espaço para alimentação, sala do RH, setor pessoal, entre outros pontos essenciais.

4. Prepare um treinamento para a nova função

Por fim, investir em treinamentos de onboarding de novos colaboradores é fundamental para garantir uma melhor performance e adaptação dos recém-contratados. 

Principalmente quando a função exige o manuseio de alguma plataforma específica ou o uso de técnicas comerciais específicas, o apoio de um treinamento especializado tende não só a garantir a melhor adaptação do novo funcionário, mas também que ele fará o serviço bem e entregará bons resultados para a companhia.

E, nos dias de hoje, não há desculpa para não investir em formações. Afinal, caso o problema seja custo, já existem plataformas EAD completas e com preços acessíveis para instruir seus novos funcionários de maneira remota.

No final das contas, o capital humano é um dos maiores bens de qualquer negócio. E tanto o onboarding de novos colaboradores como o treinamento e formação contínua são garantias de retorno sobre investimento tanto para a empresa, quanto para os trabalhadores que vão se aperfeiçoar e se mostrar mais motivados.

Este conteúdo foi escrito pela equipe da EAD Plataforma, uma plataforma online de ensino a distância que te permite criar e vender cursos na internet. Simples, intuitiva e com preço acessível, a EAD Plataforma atua no mercado desde 2014 e já conta com mais de 1200 clientes.