Tendências Black Friday: 5 dicas para turbinar as vendas

O assunto tendências da Black Friday para o ano de 2020 tem tudo para dar o que falar. Além de estarmos diante de uma transformação digital colossal, que modifica comportamentos de compra e propõe novas formas de relacionamento com o cliente, 2020 foi o ano da pandemia do novo coronavírus

Apesar de ter representado um ano de inseguranças e incertezas para muitos empreendedores, 2020 representou um boom de crescimento para o comércio digital. 

Para você ter uma ideia, somente em abril de 2020, o segmento cresceu 81% em relação ao mesmo período do ano passado, com faturamento de 9,4 bilhões de reais.

Em contrapartida, o faturamento total do varejo online na Black Friday 2019 foi de 3,2 bilhões de reais, segundo a eBit.

Viu por que “digital” deve ser a palavra-chave para entender como melhorar vendas na black friday? 

Dessa forma, se você ainda está em dúvida sobre quais as tendências Black Friday que vão turbinar as vendas a partir de 2020, não se preocupe. Separamos uma lista completa com 5 dicas e ideias para acompanhar. 

  1. Atendimento omnichannel
  2. Diversificação de vantagens
  3. Atenção especial aos novos consumidores
  4. Humanização da publicidade
  5. Segmentos em alta

Boa leitura! 

Origem e desenvolvimento da Black Friday no Brasil: o que esperar para os próximos anos? 

A Black Friday é uma data tradicional do comércio estadunidense e marca o início do período de vendas do Natal. Por isso mesmo, ocorre após o Dia de Ação de Graças, na última sexta-feira de novembro, e representa uma grande oportunidade de descontos e promoções nas lojas. 

No Brasil, a prática é mais recente, surgiu em 2010 com a iniciativa do publicitário Pedro Eugênio do site Busca Descontos, e vem apresentando um crescimento exponencial desde então. 

A empolgação do mercado é tanta que os descontos se estendem para toda a semana! Assim, foi criada a chamada Black Week; na segunda-feira há a Cyber Monday, em que o comércio eletrônico é o foco, e alguns varejistas apostam no mês de novembro inteiro para as ofertas.

Além disso, os comerciantes brasileiros passaram a aderir também à Black Friday chinesa: o Dia dos Solteiros, que acontece no dia onze de novembro (11/11).

Em 2019, pela primeira vez, a expectativa previa que o número de vendas físicas seria equiparada ao número de vendas online. E os resultados, pasme, superaram as expectativas! De acordo com o portal e-commerce Brasil, o montante alcançado representou alta de 23,6% em relação à edição de 2018, quando as vendas somaram R$ 2,6 bilhões. 

Além disso, o número de compras feitas a partir de dispositivos móveis também surpreendeu: de acordo com a Ebit, 55% dos pedidos foram feitos a partir de celulares. Na comparação com 2018, a alta foi de 103%

Para os próximos anos, a tendência é de um mercado ainda mais digitalizado. Afinal, com a orientação de distanciamento social durante o ano de 2020, o hábito de compras digitais ganhou inúmeros adeptos, e deve ditar o ritmo e as tendências Black Friday para este e para os próximos anos. 

Tendências Black Friday: 5 temas para não perder de vista 

E por falar nelas…chegou a hora de conhecermos algumas tendências Black Friday para ficar de olho nos próximos anos. Por isso, separamos 5 temas e dicas para quem quer descobrir, de uma vez por todas, o que esperar da Black Friday 2020. 

1. Atendimento omnichannel

Você já ouviu falar em omnichannel? Trata-se de uma estratégia de relacionamento com o cliente que integra múltiplos canais. O omnichannel vem ganhando espaço ao longo dos anos, mas, em 2020, deve surgir de forma consolidada.

Isso porque, de acordo com o Relatório Zendesk de Tendências em Experiência do Cliente, “ser atendido no canal preferido” é um dos fatores que levam consumidores a classificarem suas experiências de compra como positivas. 

Por isso, cabe às empresas se prepararem. Alguns dos canais que devem estar disponíveis e integrados durante a jornada de compra do consumidor na Black Friday são:

2. Diversificação de vantagens 

De acordo com o Google, em apresentação no evento Temporada Black Friday, o preço ainda é o critério principal para os brasileiros no momento da compra. Com a pandemia, o interesse por promoções e preços especiais aumentou. 

Por isso mesmo, buscas por “preço”, “cupom” e “cashback” seguem crescendo na rede. De acordo com os dados apresentados, o termo “cashback” vem crescendo 74% no volume anual de buscas, e o termo “cupom”, que já é normalmente buscado 35 vezes mais que a palavra-chave anterior, cresce 30% ano a ano. 

Sabemos que é possível vender sem ter o menor preço, mas, em um evento como a Black Friday, oferecer condições especiais é importante. 

Dessa forma, uma outra opção viável é investir em melhores condições de frete. Afinal, ao longo de 2020, com a migração das compras físicas para o ambiente online, houve um crescimento substancial do interesse por “frete grátis” nas buscas do Google. Em julho de 2020, o tema já era 118% maior do que no mês da Black Friday de 2019.

3. Atenção especial aos novos consumidores

O cenário de pandemia e distanciamento social levou muitos consumidores a modificarem seu comportamento de compra. Aliás, um dos principais indícios dessa transformação é o número de novos consumidores do e-commerce. No primeiro semestre de 2020, esse número no mercado ultrapassou os 7 milhões.

Sendo assim, o índice deve ser mantido em mente pelas empresas no momento de criarem suas estratégias de venda. Facilidade de compra e acesso e atendimento ágil e descomplicado devem ser prioridades. 

4. Humanização da publicidade

Uma das mais importantes tendências Black Friday para os próximos anos diz respeito à importância da humanização. De acordo com um artigo escrito pela Forbes, apesar da forte tendência à robotização e digitalização do contato entre a marca e o consumidor, há uma série de ações, interações e impressões que só podem ser transmitidas por seres humanos, tais quais: 

  • “olho no olho”;
  • empatia; 
  • escuta ativa;
  • solidariedade;
  • cuidado; 
  • senso de humor; 
  • confiança;
  • pensamento crítico. 

Por isso, lembre-se de humanizar todas as etapas do seu processo de vendas, incluindo a publicidade e divulgação. Parcerias com influenciadores digitais e incentivo à avaliação nas redes sociais ou páginas oficiais da empresa podem ser estratégias interessantes. 

5. Segmentos em alta

Por fim, para garantir o bom desempenho na sexta-feira mais concorrida do ano, é importante conhecer os segmentos mais fortes na Black Friday 2020. Afinal, essa informação ajudará a organizar a estratégia de vendas e reformular o catálogo de produtos.

De acordo com o portal Mercado e Consumo, algumas das evidências da mudança do comportamento do consumidor em virtude da pandemia do novo coronavírus são: 

  • 53% dos entrevistados afirmam estarem cozinhando mais em casa; 
  • 46% permanecerão trabalhando em home office; 
  • 39% estão lendo mais livros;
  • 50% continuarão se exercitando em casa. 

As estatísticas mostram os segmentos com maior potencial de venda na Black Friday de 2020. Curiosamente, as categorias já tiveram seu consumo aumentado no início deste ano:

  • itens de cozinha (200% mais vendas online);
  • dispositivos eletrônicos, como TVs e computadores (alta de venda de 500%, enquanto as vendas de smartphones cresceram 248%);
  • o comércio de roupas básicas e específicas para a prática de exercício físico (aumento de quase 400%);
  • itens de decoração para casa (vendas cresceram mais de 140% no início do ano). 

Bônus: treinamento de equipes como diferencial  

Independentemente das tendências Black Friday apontarem para um ambiente de compras essencialmente digital, o preparo da equipe de vendas segue sendo fundamental. 

Afinal, como pontuamos ao longo do artigo, a humanização e a qualidade no atendimento ao cliente seguem sendo importantes diferenciais para a decisão de compra. 

Por isso, não deixe de investir em técnicas para formar vendedores de sucesso: treinamentos, mentorias, cursos de vendas online e formações são alguns dos caminhos para tornar sua equipe mais produtiva, confiante e assertiva. 

Agora que você já conhece as 5 tendências Black Friday para os próximos anos, podemos te ajudar a colocar a dica-bônus em prática! 

Afinal, nós, da IEV, somos especialistas em formação em vendas. Por meio de metodologias práticas e exclusivas, oferecemos as melhores e mais completas soluções que se adequam à sua necessidade ou a do seu negócio.

Muito mais do que uma escola de vendas, somos referência no que fazemos, nos comprometendo com a concretização das metas de seus clientes.

Por isso, entre em contato conosco para encontrar a melhor solução para o seu negócio! Siga nossas redes sociais: Facebook e Instagram