Processo de tomada de decisão: aprenda como fazer na sua empresa

Processo de tomada de decisão: aprenda como fazer na sua empresa

O processo de tomada de decisão funciona como um guia para orientar as ações que os gestores precisam tomar no dia a dia de trabalho.

Quando uma equipe se reúne para decidir algo, é necessário definir o objetivo e traçar o caminho para alcançá-lo. Dessa forma, é possível estabelecer um  planejamento estratégico, que pode ser uma melhoria em determinado setor, por exemplo.

Para que a tomada de decisão nas organizações seja um processo assertivo, é importante entender o conceito, conhecer os tipos de decisões e saber conduzir essa atividade.

Continue lendo e entenda tudo sobre o processo de tomada de decisão.

O que é o processo de tomada de decisão? 

Onde quer que você veja um negócio de sucesso, pode acreditar que ali houve um dia uma decisão corajosa.”

A frase acima é de Peter Drucker, considerado o pai da Administração Moderna.

O processo de tomada de decisão é o caminho que leva a decisões mais assertivas no trabalho, pois consegue analisar todos os lados que envolvem as questões. 

Isso porque cada resolução precisa de um caminho para atingir o objetivo determinado — interno ou externo — da empresa.

Por exemplo: durante um projeto, o gestor pode escolher o melhor caminho para executar as tarefas e repassar para a equipe. Do mesmo jeito, a gestão executiva da empresa pode trabalhar em conjunto para decidir sobre uma possível expansão do negócio.

Tendo o processo de tomada de decisão como base, as resoluções são corajosas, mas também são pensadas estrategicamente para que o resultado seja positivo.

Mas quais são os tipos de tomada de decisão que um gestor pode fazer? Conheça as diferentes opções para conduzir cada caso.

Quais tipos de decisões são tomadas nas organizações?

Quando se trata do processo de tomada de decisão, existem decisões programadas e não programadas.

Pensando que uma empresa é um ambiente dinâmico, algumas decisões podem ser previstas por meio do planejamento estratégico que guia o negócio.

Já as decisões não programadas surgem das operações diárias que precisam de um direcionamento.

Todas as resoluções, independentemente de como acontecem, interferem diretamente na estratégia do negócio.

Existem cinco tipos de decisões mais frequentes:

Decisão intuitiva

No processo de tomada de decisão intuitiva, a resolução é tomada com base no que o gestor acredita ser o melhor no momento entre as escolhas que tem.

Não é feita nenhuma análise estratégica, por isso, a decisão pode não ser tão eficiente quanto o esperado. 

Por exemplo: implementar uma ferramenta de CRM sem testar mais de uma opção pode acabar sendo ineficiente, pois a escolha pode não ser a mais adequada.

Leia também: Como um sistema de vendas pode trazer retorno positivo para o seu negócio.

Decisão racional

Entre os tipos de decisões, a racional é aquela em que todos os fatores são considerados para que a escolha final seja a mais lógica possível.

Para isso, usa-se relatórios, pesquisas, projeções financeiras para analisar os benefícios de um determinado investimento.

3. Decisão baseada em valores

Os valores pessoais, baseados na experiência profissional dos gestores também podem nortear o processo de tomada de decisão. 

Não é como uma resolução intuitiva, o gestor usa seu repertório sobre gestão de negócios para criar a definição necessária.

4. Decisão colaborativa

Como o próprio nome diz, esse processo de tomada de decisão é feito em conjunto. O gestor trabalha em equipe com outros gestores ou com sua equipe direta na resolução.

Dessa forma, o time soma suas experiências e análises para chegar no melhor caminho a ser seguido.

Leia também: Descubra como ter uma liderança inspiradora e engajar sua equipe.

5. Decisão baseada em especialistas 

Quando a intuição, o racional ou a colaboração não são suficientes para alinhar o processo de tomada de decisão, especialistas podem ajudar as organizações.

Esses profissionais possuem uma formação sólida, já que passaram por experiências diferentes em diversas empresas e prestam uma consultoria eficiente para as organizações.

Como gestores podem tomar decisões mais assertivas?

Para que o processo de tomada de decisão seja o mais assertivo possível, é importante que o gestor alinhe seus passos para considerar todos os aspectos da questão.

1. Mantenha um histórico de metas e resultados

A gestão do conhecimento é uma forma de criar e organizar um banco de informações da empresa, como o histórico de metas e seus resultados.

Essas informações podem ser úteis durante o processo de tomada de decisão, pois ajudam a entender cenários anteriores e os resultados obtidos. Assim, evita-se a repetição de erros

2. Analise como a decisão impactos nos objetivos atuais

Uma vez que a empresa está em um momento diferente, além de buscar informações históricas, é importante considerar os impactos nas metas atuais. 

Toda resolução tem um impacto, seja de curto ou longo prazo, e prever esses resultados ajuda a ter um processo de tomada de decisão mais assertivo.

Leia também: Como atingir metas de vendas? 5 dicas + exemplos.

3. Faça uma previsão dos resultados positivos e negativos

Descreva os resultados que podem vir de um processo de tomada de decisão para cobrir todos os lados que envolvem a decisão.

Assim, é possível descartar alternativas que vão gerar prejuízos ou mesmo o andamento da empresa ou de um setor. 

4. Considere os impactos financeiros da decisão

Nenhuma empresa “joga” para perder dinheiro, não é mesmo? E não é incomum decisões levarem a esse resultado no caixa.

Saiba quanto será investido, pesquise as soluções nas quais vai colocar dinheiro, procure parcerias e outras alternativas para otimizar o orçamento.

Invista em conhecimento para tomar decisões melhores

A capacitação profissional é essencial para se aperfeiçoar nas atividades de negócio como no processo de tomada de decisão.

Conhecer formas diferentes de trabalhar, novas ferramentas e como integrar a equipe para trabalhar em conjunto, vai impactar positivamente os resultados a serem alcançados.

Nessa perspectiva, o Instituto de Especialização em Vendas (IEV), pode ajudá-lo. Contamos com cursos que ampliam o campo de visão de empreendedores com metodologias práticas e aplicáveis para se tornarem inspirações para seus funcionários. 

Pensando nisso, convidamos você a conhecer os cursos do IEV. Possuímos treinamentos de fácil compreensão e com resultados na prática. Confira!