Como criar um e-mail comercial e melhorar a sua comunicação com o cliente

Enviar e-mails comerciais faz parte da rotina dos vendedores, mas também dos outros profissionais do departamento. Entretanto, é comum que surja a dúvida “como criar um e-mail comercial que gere resultados positivos?”.

Você, como profissional de vendas, consegue contabilizar quantas vezes precisou escrever um e-mail? Quantas vezes eles foram abertos e respondidos? Quantos proporcionaram oportunidades de venda? 

Esse meio de comunicação é muito importante para o ciclo comercial. Por isso, neste conteúdo você aprenderá:

O que é um e-mail comercial?

Um e-mail comercial é um meio de contato entre o vendedor e o cliente, ou possível cliente. Por ele, é possível enviar mensagens profissionais com a finalidade de estabelecer um vínculo e uma comunicação mais assertiva. 

Desde que o e-mail surgiu como alternativa de comunicação, ele se destacou e ganhou espaço no mercado. Hoje, de acordo com o Radicati Email Statistics Report, em 2020, mais de 3 bilhões de pessoas usaram esse canal. 

Além disso, a MarketingSherpa constatou que 72% dos consumidores do mercado escolhem o e-mail como o melhor meio de comunicação com empresas e marcas. E, 99% dos compradores checam seus e-mails diariamente (DMA Insights).

Ou seja, o e-mail comercial representa grandes oportunidades de venda.

A importância de saber como criar um e-mail comercial

Se o seu cliente usa o e-mail como meio de comunicação, esse é o primeiro ponto de importância para você considerar. 

O e-mail também proporciona que você centralize e salve as informações. Por exemplo, se tiver mandado um contrato para o cliente e, após certo tempo, precisar do documento novamente, você pode encontrá-lo no e-mail.

Além desses exemplos, o e-mail comercial, quando feito estrategicamente, passa confiança e gera oportunidades de fidelizar o cliente.

Algumas outras vantagens desse meio de comunicação, são:

  • Passa credibilidade ao vendedor e à empresa;
  • Usado da maneira adequada, pode estreitar as relações entre a marca e o cliente;
  • Melhora a organização do fluxo comercial e possibilita centralizar e documentar as informações.

Como criar um e-mail comercial

Não existe um padrão exclusivo para escrever um e-mail comercial, mas há práticas e técnicas que geram mais resultados. É importante lembrar que o primeiro objetivo do e-mail é chamar a atenção dos clientes a ponto de eles abrirem o conteúdo, e mais, lerem até o final.

A estrutura do e-mail 

Em resumo, o e-mail é como uma carta, mas em formato mais moderno. Sendo assim, nele precisa conter:

  • Saudação;
  • Apresentação;
  • Espaço para falar sobre o objetivo da mensagem (seja nutrir relacionamento, um produto ou serviço vendido);
  • Chamada para a ação.
  • Despedida

Para escrever o conteúdo da mensagem, atente-se a essa estrutura e lembre-se de sempre pensar no perfil do leitor. 

Principais erros ao escrever um e-mail comercial

Após saber qual é a estrutura do e-mail, existem alguns pontos que necessitam de atenção para não provocarem erros na estratégia. Lembre-se de que os principais erros na hora de saber como criar um e-mail comercial são:

Não estabelecer uma linguagem clara para todos

Seu e-mail pode conter o segredo do sucesso para seu cliente, mas se não houver uma apresentação adequada, de nada adianta, pois a tendência é que o possível cliente não leia até o final. Ou, se ler, ele pode não dar a devida atenção à mensagem. 

Portanto, a primeira dica é escrever um e-mail com linguagem clara e simples. Você também pode usar jargões e expressões próprias do seu público. Quanto mais familiar e próximo estiver o modo de falar dos seus clientes, maiores as chances de chamar a atenção deles.

Não caprichar no assunto

O assunto é o primeiro contato do cliente com o e-mail. Entretanto, muitas pessoas têm dificuldade em criar um título chamativo e com o tamanho adequado. 

Pense em quem é o seu cliente; qual tipo de linguagem chama a atenção dele? Quais assuntos e chamadas podem ser mais interessantes para o consumidor?

Para saber essas informações, estude o mercado em que o seu público está, o que faz em momentos de lazer, as mídias que consome, a faixa etária… Todas as informações que delimitam com quem você está conversando contribuem para o aperfeiçoamento do e-mail comercial. 

Quanto ao tamanho do assunto, escreva frases entre 50 e 60 caracteres, no máximo. Se esse texto for maior que isso, há chances de ele ser cortado na caixa de entrada, o que pode prejudicar o entendimento do leitor. 

Desconsiderar a possibilidade do spam

A caixa de entrada é um mar de oportunidades, mas o spam é um mar de esquecimento. O spam é o campo do e-mail para onde vão as mensagens que a plataforma identificou como algo que o usuário não permitiu receber. 

Algumas formas que a inteligência dos e-mails usam para identificar um spam é por meio de alguns termos-chave, como: “grátis” e “promoção”. 

Se as suas mensagens forem frequentemente classificadas como spam, a tendência é que os provedores passem o seu endereço eletrônico definitivamente para essa categoria. 

Desrespeitar o tamanho e formato do e-mail

Engana-se quem pensa que todos os e-mails comerciais precisam ser do mesmo jeito. Existe uma estrutura padrão, como visto acima, mas ela não delimita o tamanho ou formato da mensagem. Tudo depende de quem é seu cliente!

Para saber como criar um e-mail comercial, você precisa buscar compreender qual maneira de se comunicar por essa plataforma mais chama a atenção dos seus possíveis consumidores. 

Seu público é composto por pessoas com hábito de leitura? Elas prezam pelo aspecto visual do que consomem? 

Não existe certo ou errado quando se trata de tamanho e formato de um e-mail, apenas o mais adequado à sua situação. 

Caso as pessoas que lerão suas mensagens dêem preferência pela leitura, pelo conteúdo mais rico e com  mais informações, preze por escrever uma mensagem detalhada. Por outro lado, se o seu público prefere consumir algo menor e mais visualmente atrativo, escreva textos curtos e insira fotos, elementos para ilustrar. 

A ideia é sempre adaptar a mensagem ao destinatário.

Configurar o e-mail para uma conta comercial

Saber como escrever um e-mail comercial nem sempre é suficiente para chamar a atenção do cliente e passar credibilidade. Por isso, existe uma estratégia que contribui para passar mais confiança ao cliente: configurar o seu e-mail como conta comercial. 

Explicando melhor, um e-mail convencional do Google, por exemplo, é “NomeDoUsuário@gmail.com”. O e-mail corporativo é a mudança dessa segunda parte, do “gmail.com” para o nome da sua empresa. 

Por exemplo: “NomeDoUsuário@sua-empresa.com.br”. Assim, é possível criar, para todos os colaboradores e setores do negócio, um e-mail personalizado com o endereço da empresa. 

Ao adotar essa prática, você mostra, já nas informações do contato, seriedade e profissionalismo, o que pode te ajudar a conseguir maior retorno de suas mensagens. 

Para realizar essa configuração usando o Gmail do Google, é necessário ter uma conta no Workspace, que em tradução significa “Espaço de trabalho”. Para saber mais sobre como configurar seu e-mail para uma conta comercial, acesse essa página.

Gostou desse conteúdo e quer saber mais sobre como utilizar e-mails para conquistar novos clientes e ter acesso a templates exclusivos? Baixe o nosso e-Book gratuito: