Liderança: 5 mulheres que são referência no mundo dos negócios

Liderança: 5 mulheres que são referência no mundo dos negócios

Nos últimos anos, pautas relacionadas ao empoderamento feminino ganharam notoriedade. Na prática, apesar da grande disparidade que ainda ocorre, as mulheres já ocupam o comando de grandes corporações. Listamos 5 mulheres poderosas no mundo dos negócios que, superando as expectativas, se tornaram referência. Conheça e se inspire.

Mary Barra – GM

Mary Barra é a CEO da General Motors Company desde 2014. Ela foi a primeira mulher a ocupar esse cargo numa grande montadora de automóveis, um setor muito associado aos homens.

Barra começou a trabalhar na indústria automobilística aos 18 anos, no primeiro cargo, ela verificava painéis de defesa e inspecionava capuzes. O dinheiro que ganhava era usado para pagar as mensalidades da faculdade de Engenharia Elétrica, cursada na General Motors Institute. Depois, ela ganhou uma bolsa de estudos da empresa e fez mestrado em Administração de Empresas em Stanford.

A trajetória de sucesso de Marry Barra está muito atrelada à fidelidade e compromisso que ela teve com a GM. A empresa, por sua vez, também investiu no crescimento da funcionária. Cargo por cargo, a atual CEO foi conquistando seu espaço e hoje é uma das mulheres mais poderosas do mundo, segundo a Forbes, e está entre as cem pessoas mais influentes na lista da Time.

Em sua gestão, Mary tornou a GM mais tecnológica. Entre seus feitos, influenciou a construção de um veículo elétrico de baixo custo para o consumidor, o Chevy Bolt EV, e a Strobe, uma startup focada na tecnologia de carros sem motorista.

Atualmente, Mary Barra também faz parte do corpo de conselheiros da The Walt Disney Company.

Susan Wojcicki – YouTube

Susan Wojcicki é uma das maiores referências no meio digital, ocupando o cargo de CEO do YouTube. Ela é uma das funcionárias mais antigas do Google, tendo se juntado à empresa em 1999, apenas um ano após sua fundação.

A empresária teve papel fundamental na elaboração de formas de monetizar o serviço da multinacional, sendo responsável pela criação do AdSense e Google Analytics, além de ter ajudado na aquisição bilionária do próprio YouTube, assumindo o comando da plataforma em 2014.

Formada em Filosofia e História, ela possui mestrado em economia pela Universidade da Califórnia, e mestrado em administração de empresas pela UCLA. O interesse pela área de tecnologia só veio depois.

Susan foi a primeira gerente de marketing do Google, especialistas consideram suas contribuições nessa área as mais importantes para o crescimento da companhia, baseadas na liberdade e inovação.

Provando que constituir uma família não é um empecilho para mulheres no mundo dos negócios, Susan tem 5 filhos.

Ginni Rometty – IBM

CEO e presidente do conselho da IBM, Ginni Rometty se tornou a primeira mulher a chefiar os negócios da empresa de tecnologia, em 2012.

Após se graduar em Ciência da Computação e Engenharia Elétrica, ela também começou sua carreira na GM, no General Motors Institute. Em 1981, ela entrou na IBM como engenheira de sistemas, e desde então passou por diversas áreas na empresa, como conselho de vendas e marketing, até assumir o comando.

Sua missão como CEO tem sido transformar a IBM, que é um negócio centenário na área de hardware, em uma empresa moderna de dados, investindo em computação quântica e blockchain.

As políticas internas de Rometty ganharam destaque: ela é defensora da igualdade de gênero no trabalho e atua em prol de aumentar a presença feminina nas empresas de tecnologia. Ela também instaurou um programa de licença paternidade estendida na IBM e o transporte de leite materno das funcionárias para seus filhos.

Gail Boudreaux – Anthem

Gail Boudreaux está no comando da Anthem, uma das maiores seguradoras de saúde dos EUA, desde 2017.

Gail se graduou na escola de negócios da Universidade de Columbia e constituiu uma longa carreira no ramo dos planos de saúde, atuando em outras companhias de sucesso antes de se tornar CEO da Anthem.

Além de empresária, Gail também é ex-atleta, foi uma estrela do esporte universitário no basquete, entre 1978 e 1982. Das quadras, levou a disciplina e a vontade de vencer para o mundo dos negócios.

A CEO campeã fez o valor das ações da Anthem aumentarem 45% em menos de um ano de gestão e, atualmente, já adquiriu mais três empresas no ramo da saúde.

Muito mais do apenas executiva do ramo, Gail mostrou que realmente se importa com a saúde da população, investindo U$ 53 milhões em uma fundação que visa solucionar os maiores desafios do acesso ao atendimento médico nos EUA.

Sheryl Sandberg – Facebook

Sheryl Sandberg é provavelmente a executiva mais famosa – e polêmica – dessa lista. Ocupando o cargo de COO do Facebook, seu nome esteve muito atrelado ao escândalo de vazamento de dados dos usuários em 2018.

Independente das estratégias da empresa para contornar esse acontecimento, Sheryl marcou o mundo dos negócios e inspirou muitas mulheres com o seu livro “Faça Acontecer – Mulheres, Trabalho e a Vontade de Liderar”, em que ela investiga as razões pelas quais o crescimento das mulheres na liderança está estagnado, oferecendo soluções práticas e sensatas para que elas atinjam todo o seu potencial.

Sheryl graduou-se em economia e possui MBA em negócios. Com menos de 30 anos, ela se tornou chefe da equipe de Lawrence Summers, secretário do tesouro de Bill Clinton, mas iria encontrar sua real vocação em 2001, quando começou a trabalhar com tecnologia no Google e se tornou vice-presidente de operações da empresa.

No ano de 2008, ela se juntou à concorrência, ao lado de Mark Zuckeberg, tornou o Facebook uma das maiores e mais sólidas empresas de tecnologia do mundo.

Sheryl encoraja as mulheres a sonharem alto, assumirem riscos e se lançarem em busca de seus objetivos sem medo. 

LEIA MAIS: 3 cinebiografias para conferir no Prime Video

Siga nossas redes: Facebook e Instagram