LCK Comércio tem aumento de 443% no faturamento após treinamento do IEV

Rainoldo de Kupka é engenheiro civil. Na década de 2000, trabalhava com representação, a Kupka Representações, em sociedade com um amigo. Como o negócio acabou não dando certo, em 2008 fundou a LCK Comércio com sua esposa Luzia – que também foi sua primeira funcionária da época e, hoje, é sócia da empresa.

No início, a empresa trabalhava também com representações, sendo os representantes únicos da Tigre em Santa Catarina. Entretanto, Rainoldo, o gestor, não estava encantado – nas suas palavras – com o produto que comercializavam.

A partir daí, ele resolveu mudar as coisas. Hoje, a empresa, de estrutura familiar, trabalha com produtos de calefação de pisos, aspiração central e energia fotovoltaica. “O produto tinha que encantar a gente, e não só o cliente”, ele comenta.

Produtos da LCK Comércio

Rainoldo tinha uma estratégia bem-sucedida para gerar curiosidade nos produtos da LCK Comércio. Ele explica que sempre colocar uma placa como forma de divulgação nas obras em que trabalhava. E deu certo! Hoje, seu produto mais rentável é a calefação de pisos.

LCK em uma das suas obras./Foto: Arquivo pessoal

Além disso, todo o sistema de venda da empresa não é concentrado somente no produto que oferecem. “A gente tenta vender engenharia junto, pois agrega valor”, comenta o gestor.

Com a crescente consolidação no mercado de Santa Catarina e Paraná, a meta da LCK era de aumentar o faturamento, algo que não acontecia com muita expressividade.

Faturamento: a maior dor

“Eu vi que a gente estava no limite, qualquer coisa que desse errado, a gente tinha prejuízo”, explica o gestor da LCK Comércio. Se um carro quebrasse, o custo influenciava (e muito) no faturamento.

Como Rainoldo até 2017 trabalhava há muitos anos em outro lugar, a LCK não olhava com grande atenção e preocupação para números. “A resposta era sempre ‘não sei’”, conta o gestor. Nisso, ele viu a necessidade emergencial de acompanhar sua empresa com mais atenção, estruturando a parte comercial e gerencial.

Então, em 2019, por meio dos franqueados Luis e Vivian, a LCK conheceu o Programa de Desenvolvimento Comercial.

Desenvolvimento constante e resultados expressivos

O time de vendas da LCK Comércio é composto por três pessoas, incluindo ele próprio. Após iniciar o programa, ele detalha que passou a conhecer várias ferramentas importantes para o dia a dia.

“O IEV nos apresentou algumas ferramentas”, conta Rainoldo de Kupka. O gestor conta que não conhecia o ticket médio, por exemplo, e se apaixonou. Em 2020, quando começou o IEV, ele entendeu o que era e como poderia ajudar a empresa a crescer.

“Outra ferramenta que nos ajudou foi o PCI”, detalha Rainoldo. Atualmente, graças ao perfil de cliente ideal, a LCK Comércio procura os clientes certos para seus produtos. “A gente estava oferecendo Ferrari para quem quer comprar um Gol”, metaforiza o gestor. O tempo da equipe da LCK é gasto do jeito certo após o Programa do IEV.

E os resultados são surpreendentes: em 2019, o faturamento anual da empresa era 122 mil. Com o Programa de Desenvolvimento Comercial, em oito meses, o faturamento foi para 660 mil – um crescimento de 443%.

Rainoldo também destaca o quanto sua equipe de vendas está aprendendo a valorizar a própria profissão. “O IEV trouxe a valorização da profissão”, finaliza.

Confira outras histórias de sucesso clicando aqui!