Conheça as principais tendências em vendas para 2020

O cenário esperado para o varejo esse ano é promissor. A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aponta para um crescimento de 4,6% obtido em 2019, recuperação que deve continuar em 2020.

Entre as principais tendências a serem observadas, estão as tecnologias inovadoras e os novos canais de vendas. Separamos as principais delas para você ficar de olho nesse novo ano:

Automatização de processos

Uma forte tendência entre as grandes varejistas é investir na automatização de processos. Com o advento das novas tecnologias, como a inteligência artificial, é possível economizar recursos.

A validação bancária e automatização de pagamentos são exemplos, os novos recursos permitem a checagem otimizada para evitar fraudes, assim como pagamentos para diversos fornecedores, de maneira automática, sem precisar pagar taxas de transferências entre bancos. Rappi e iFood são empresas que utilizam esse sistema através do open banking.

Em questões de segurança, o blockchain é uma das tecnologias que podem ser usadas para proteger as transações, agregando segurança aos dados dos clientes.

Inteligência Artificial, Realidade Aumentada e Machine Learning

Você deve ter se deparado com esses termos em vários momentos no ano passado e, em 2020, não será diferente. O uso de tecnologias avançadas, como a inteligência artificial (IA), realidade aumentada (RA) e machine learning, ou aprendizado de máquina, chegou para ficar.

Diversos estudos e produtos estão sendo desenvolvidos nesse campo. Identificar padrões, aprimorar campanhas de marketing e economizar tempo são as principais vantagens.

No campo da IA, por exemplo, existe a criação de prateleiras inteligentes, a partir do reconhecimento por imagem, que fotografam a gôndola e a partir das imagens reconhecem os itens, gerando informações inteligentes. No varejo de moda, os espelhos inteligentes prometem ser um diferencial para a experiência personalizada do cliente em 2020.

A RA, por meio de aspectos virtuais, é capaz de simular o cotidiano de uma loja. A americana Trillenium está desenvolvendo um aplicativo que permite que o usuário ande por lojas totalmente virtuais, visualizando os produtos em tamanho real. O VR-Commerce será o próximo canal de vendas a ser explorado.

Personalização do produto

Algumas lojas de comércio eletrônico estão oferecendo opções para personalizar sua compra, como esquemas de cores exclusivos. A personalização permite que compradores adquiram um produto adaptado às suas necessidades e estilo.

Da mesma forma em que a publicidade passa a se adequar ao usurário, a venda de peças exclusivas, numa era de infinidade de ofertas, é uma tendência que deve crescer.

Experiência Completa

Tanto no e-commerce, quanto no comércio físico, a ideia de proporcionar uma experiência completa para o consumidor ganha cada vez mais força no varejo. Principalmente integrando as modalidades, na chamada logística multicanal, sendo essencial promover experiências mais próximas e satisfatórias aos consumidores.

O multicanal também está viabilizando uma entrega cada vez mais rápida, através dos centros de distribuição física para e-commerce, que devem se multiplicar ao longo de 2020.

Vendas Sociais

O Social Selling, ou vendas sociais, consiste na utilização das redes sociais para fidelizar o público e estabelecer uma marca pessoal, além de usar as diferentes plataformas como uma extensão dos processos tradicionais de venda e do e-commerce. 

Os consumidores são fortemente influenciados pelo que veem nas mídias sociais, e poder comprar diretamente em sua plataforma social de escolha é o próximo passo lógico para comércio em 2020.

LEIA MAIS: Usando as redes sociais para vender

Siga nossas redes: Facebook e Instagram