Onboarding de funcionários: como garantir que os recém-chegados desenvolvam seu máximo potencial?

A chegada de novos colaboradores sempre é um momento importante para a empresa. Contudo, após as etapas de recrutamento e seleção, uma das principais maneiras de fazer com que o recém-chegado se sinta parte integrante desta equipe é por meio do onboarding de funcionários.

Afinal, entrar em um novo ambiente, sem conhecer ninguém ou como os processos funcionam pode ser um desafio para muitos, por mais experiente que sejam. Até mesmo porque cada organização opera de uma forma e as etapas podem ser diferentes em cada uma.

Mas, mais do que isso, o onboarding empresarial é uma maneira de fazer com que o colaborador se sinta bem-vindo e bem adaptado à nova equipe, podendo inclusive influenciar em sua produtividade e no seu potencial. 

Por isso, é papel do gestor, juntamente com a área de Recursos Humanos, garantir que esse processo seja eficiente e que traga os frutos esperados.

Até mesmo porque, segundo estudos, 75% dos colaboradores que ficam satisfeitos com a experiência de onboarding afirmam que são leais à empresa. 

Quer saber mais sobre o que e como fazer onboarding de funcionários? Então, continue a leitura.

O que é onboarding de funcionários?

O onboarding de funcionários é um meio de recepção que tem como objetivo a integração mais ágil e espontânea do novo colaborador à rotina, à cultura e aos processos da organização.

Suas etapas podem variar de acordo com a organização, mas, de maneira geral, é organizado pelo setor de RH e pode conter a participação do líder direto deste novo integrante. 

Em um primeiro momento, normalmente são passadas as principais orientações a respeito da:

  • Apresentação da cultura organizacional;
  • Regras de convívio;
  • Dinâmica do cotidiano corporativo;
  • Treinamentos e formações.

Normalmente, a etapa seguinte ao onboarding funciona como uma espécie de trabalho supervisionado. O objetivo é fazer com que o colaborador se sinta amparado e tenha alguém próximo para responder às principais dúvidas. 

Ao mesmo tempo, é necessário que ele tenha autonomia para exercer suas primeiras funções e garantir que tenha eficiência em todo o trabalho.

Diante disso, alguns podem pensar que investir em onboarding de novos colaboradores parece um investimento demasiado e exageradamente complexo e demorado. Entretanto, fazer diferente pode resultar no “barato que sai caro”.

Tudo isso porque um onboarding de funcionários eficiente e cauteloso impacta positivamente nos índices de retenção com a diminuição do turnover, pois os colaboradores se tornam mais aptos, capacitados e bem adaptados à rotina da nova empresa.

Qual a diferença entre integração e onboarding?

Basicamente, a integração é o momento em que você irá apresentar o novo funcionário à equipe, fazendo com que ele se sinta incluído na dinâmica de trabalho desde o primeiro dia. 

Já o onboarding engloba a integração, mas também foca nos processos organizacionais da empresa, funcionando como uma maneira estratégica de promover uma maior retenção de talentos, engajamento e aumento da produtividade.

A verdade é que todo esse processo pode ser otimizado quando você contrata as pessoas certas para fazer parte da sua equipe. Para ajudar, confira um eBook completo sobre recrutamento e seleção de vendedores. Baixe agora mesmo.

Como fazer onboarding de funcionários?

Agora que você já entende o conceito, descubra como fazer onboarding de funcionário:

  • Envie um e-mail de boas-vindas;
  • Prepare a chegada;
  • Faça uma tour pela empresa;
  • Aplique um treinamento personalizado.

Confira em detalhes cada um destes pontos.

Envie um e-mail de boas-vindas

Tudo começa no e-mail de boas-vindas. Após a confirmação por parte do funcionário que ele gostaria de trabalhar na empresa, é importante enviar uma mensagem que contenha informações, como:

  • Documentos/formulários que devem ser entregues e preenchidos;
  • Data, horário e local de início;
  • Principais instruções (como funciona o dress code, estacionamento, almoço, etc.);
  • Informações de acesso;
  • Uma cópia do manual da empresa ou documentos que reforcem a visão, os valores e a missão da organização.

Essa etapa pode até parecer trabalhosa, mas após ser desenvolvida uma primeira vez, pode ser usado o mesmo e-mail para os próximos novos funcionários, apenas atualizando as informações ou fazendo melhorias quando necessário.

Prepare a chegada

Para que o novo colaborador se sinta bem-vindo ao escritório, vale a pena se dedicar para preparar o ambiente de trabalho em que ele irá ficar. Já deixe disponibilizado os principais equipamentos que ele irá precisar (como notebook, telefone, etc.) e organize a sua mesa.

Algumas instituições oferecem aos funcionários um kit de boas-vindas, com alguns materiais que podem ser úteis em seu dia a dia, como caderno, caneta, bloco de notas, garrafa de água e entre outros exemplos.

Essa é uma maneira interessante de mostrar ao colaborador que ele faz parte da equipe, fazendo com que ele se sinta ainda mais integrado à empresa.

Faça um tour pela empresa e apresente o setor

Independentemente do tamanho da companhia, vale a pena mostrar ao novo colaborador os principais lugares que ele precisa conhecer, como refeitório ou cozinha, sala do café, setor do RH, sala da gerência e o que mais for importante.

Mais uma vez, essa é uma das principais maneiras de incluí-lo ao local, deixando-o mais confortável e familiarizado com o ambiente. 

Em seguida, é o momento de apresentá-lo ao setor que fará parte, desde a gerência, líderes e outros colegas da equipe. 

Além disso, o onboarding de vendas pode incluir alguma apresentação especial sobre como funciona a área comercial ou contar com uma dinâmica para integrar todo o time.

Outra dica interessante é escolher um profissional que já tenha uma boa experiência e esteja há um tempo na empresa para acompanhar o novo colaborador nos primeiros dias, como uma espécie de mentor. 

Isso pode ajudá-lo a ter mais confiança em seu trabalho e tirar dúvidas de maneira prática, quando necessário.

Leia também: Gestão de equipe comercial: 5 dicas para ter um time de alta performance

Aplique um treinamento personalizado

Por fim, investir em treinamentos de onboarding de funcionários é fundamental para garantir uma melhor performance e adaptação dos recém-contratados. 

Principalmente no onboarding de vendas, em que o novo colaborador, por mais experiente que seja, tem que conhecer algumas das especificidades do negócio. Por exemplo, como funciona o processo de vendas, qual o PCI da organização (Perfil de Cliente Ideal) e os produtos e serviços que a empresa vende. 

Até mesmo porque, no final das contas, o capital humano é um dos maiores bens de qualquer instituição. 

Além disso, o treinamento e formação contínua podem ser vistos como garantias de retorno sobre investimento para a empresa e para os trabalhadores que vão se aperfeiçoar e se mostrar mais motivados.

Agora que você já sabe o que é onboarding de funcionários e a importância de investir em treinamentos variados para o desenvolvimento individual e coletivo das equipes de vendas, é o momento de conhecer quem pode te ajudar nesta jornada.

O IEV tem 14 anos no mercado e, em todo esse tempo, já fez parte da história de inúmeras empresas e equipes de vendas que cresceram e ampliaram seus resultados. Os números falam por si mesmos:

  • Mais de 1.000 empresas atendidas;
  • Mais de 30 mil alunos formados;
  • Mais de 8 mil alunos ativos;
  • 95% dos clientes recomendam.

Mais do que um curso ou mentoria, oferecemos a mais completa solução de evolução de vendas do Brasil, unindo a experiência dos maiores especialistas do Brasil a metodologias práticas e eficientes.

Afinal, vender não é apenas uma ação, mas uma verdadeira ciência. Então, buscamos sempre ir além de simples técnicas comerciais. O IEV está aqui para ajudar empresas a descobrir, desenvolver, destravar e alcançar todo seu potencial.

Quer saber mais? Fale com nossos consultores e tire suas dúvidas.

WhatsApp us