Bio Ativos cresce mais de 30% após investir em inovação e capacitação

A Bio Ativos é uma empresa que começou a sua história em 2005, em Francisco Beltrão. No sudoeste do Paraná, a empresa surgiu como uma distribuidora de cosméticos Bio Extratus. A empresa é fruto de  um sonho empreendedor de uma família unida pela paixão pela área de vendas.

Depois de dois anos de operação em Beltrão, foi criada a sede de Cascavel, que com estrutura administrativa e estoque organizado, agilizou o atendimento em outras cidades. 

Hoje são atendidos 165 municípios, contemplando as regiões Oeste, Sudoeste, Centro Oeste, Campos Gerais e Litoral do Paraná, com a marca de cerca de cinco mil pontos de venda dos produtos, entre salões de beleza, farmácias e drogarias, lojas de cosméticos, supermercados, entre outros.

Com responsabilidade, criatividade e visão empreendedora, a empresa não só respeita como também amplia os horizontes da marca Bio Extratus por meio de projetos locais. A Bio Ativos é preocupada com as questões sociais, distribui cosméticos de forma ambientalmente correta e promove a elevação da autoestima de milhares de pessoas. 

Como a Bio Ativos conheceu o IEV

Letícia Fabian Barbosa foi uma das grandes responsáveis por levar o Instituto de Especialização em Vendas para a Bio Ativos. A empresa foi fundada pelos pais dela, e ela assumiu o cargo de gestora há 15 anos. Entre as principais características como líder está a inovação e os sonho de tornar a empresa cada vez maior. 

Essas qualidades fizeram Letícia querer mudar a forma como o seu time trabalhava. “Médico nunca vai poder parar  de estudar, um advogado, um juiz também não, todo mundo tem que estudar. E vendedor, por que para?” ela questiona.

Os donos já investiam na profissionalização dos vendedores, mas havia uma grande dificuldade em perpetuar os conhecimentos. Cada profissional buscava um curso por conta própria e a empresa chamava palestrantes para passar os conhecimentos. No entanto, muitas vezes, havia desencontro de informações e os vendedores ficavam perdidos.  

Quem conheceu o IEV foi o marido da Letícia, que não trabalha na Bio ativos, enquanto buscava o apoio do SEBRAE para consultoria. Em um evento, com rodas de empresários, ele conheceu um franqueado que apresentou o IEV. 

Programa de Desenvolvimento Comercial (PDC)

A Bio Ativos faz parte do Programa de Desenvolvimento Comercial desde maio de 2019, mas a equipe deu um gás na aprendizagem depois que a crise causada pelo coronavírus se tornou maior no Brasil. 

“Eu contratei o Programa de Desenvolvimento Comercial para ajudar a minha equipe. E aí o IEV não estava ajudando a minha equipe, mas porque eu não estava entendendo. Eu estava buscando alguém para me dar apoio, mas depois da pandemia, estudando as mentorias do Victor Vieira, eu vi que eu que precisava ajudar a minha equipe. Não posso terceirizar isso” conta Letícia. 

Para motivar a equipe a assistir às aulas, a gestora lançou um desafio e começou a premiar os colaboradores que acompanhavam os vídeos.  O IEV ficou mais próximo e ajudou a unir mais a equipe. O time criou uma rotina de estudos, onde Letícia exibia a tela utilizando ferramenta de reuniões e depois eles discutiam as aulas e o que foi mostrado. Isso ocorre até hoje, duas vezes por semana.

“Toda a equipe está muito mais engajada desde as primeiras aulas, da apresentação pessoal, de como você vai para guerra, de como é o seu concorrente. Então, assim, a gente foi estudando junto” narra.  

Resultados da Bio Ativos com o IEV

Nenhum vendedor foi demitido durante a pandemia. A gestora entendeu que a empresa dependia  desses profissionais e, após uma conversa franca com os colaboradores, chamou o time para estudar e desenvolver os conhecimentos para potencializar os resultados da empresa. Deu certo, a Bio Ativos está quase batendo 40% de crescimento neste ano. 

A empresa conseguiu expandir o número de clientes novos e focar no atendimento diferenciado e  na profissionalização da equipe de vendas, tanto de vendedores quanto das promotoras de vendas.

“Cerca de 100 colaboradores antes e faturamento menor, agora 85 colaboradores e faturamento maior, maior lucratividade e investimento em capacitação” revelou. 

Um dos problemas que Letícia enfrentava com a equipe era que alguns vendedores não conseguiam atender grandes contas. Isto, porque parte da equipe ficava assustada com o tamanho da empresa. No primeiro pedido de concessão, o vendedor já queria abrir brechas. “Por isso que é bom o EV (Especialização em Vendas), ele prepara o vendedor pra falar “não”, para o que você pode e o que você não pode oferecer”.

Outra mudança que a Letícia percebeu em seus vendedores foi que eles ouviam  e aplicavam melhor as técnicas  que vinham de um especialista. “Eu já tenho 15 anos de experiência com vendas no varejo, eu nasci dentro de uma loja, e muita coisa a gente já falava, mas ninguém valorizava. Aí vem o Victor Vieira fala, o pessoal fica “nossa, verdade né, Letícia? Você já tinha falado isso”. Isso é legal, porque acaba reforçando princípios” conta. 

IEV e a cultura da Bio Ativos

O IEV, além de criar uma cultura de constante busca por aperfeiçoamento, também ajudou a empresa a inovar ainda mais, utilizando a tecnologia a seu favor. 

“Eu voltei a assistir as aulas de liderança do Raul Candeloro, são maravilhosas. Eu melhorei as minhas planilhas (…) Como disse o Raul, em uma aula, não adianta nada você ter um monte de planilhas se você não sabe analisar. Se você não sabe utilizar esses dados para o teu benefício. É como se você fosse músico, tivesse uma partitura, mas não soubesse ler”. 

Em uma mentoria, o Victor, sócio-fundador do IEV, comentou sobre o uso de CRM e Letícia  não sabia o que era. Depois da aula, ela descobriu que a empresa já possuía um sistema. Foi uma questão de tempo para que ela criasse um projeto para transformar as planilhas em Power BI.

“O IEV fez a gente olhar para dentro da empresa e ver quantas coisas boas nós já tínhamos, mas acabamos não olhando” relata.

Desenvolvimento profissional para distribuidora de cosméticos

Muitas empresas ainda não enxergam a necessidade de investir em desenvolvimento profissional. Então, Letícia alerta: “Para quem é empresário, não importa o segmento, tudo envolve venda. Se você depende de vendas, você tem que vender, você tem que vender a sua imagem, tem que vender o seu produto, o seu serviço. Só que nós, empresários, temos que nos preocupar com muita coisa, com o administrativo, com custo, com muita coisa, e nada melhor que um especialista em vendas para ajudar a gente a vender”.

Você recomendaria o IEV? 

Letícia não só recomendaria o IEV, como já fez isso. “Essa capacitação é maravilhosa. Se tem alguma coisa que eu tenho muito orgulho é da minha equipe, porque são pessoas simples, humildes, que tem caráter, são honestas (…) Essas coisas não dá pra ensinar. E o que o IEV fez? Ajudou a gente falar a mesma linguagem. Eu sou apaixonada pelo IEV. Eu consegui convencer 18 amigos a contratarem”. 

“É uma linguagem simples, clara e objetiva que vai realmente ajudar o vendedor no dia a dia, vai fazer diferença na vida do vendedor. É uma linguagem que ele absorve facilmente, que ele se identifica com aquilo. Viramos um case de sucesso dentro da própria Bio Extratus. Nós inovamos. Ganhamos prêmios e recebemos ligações de outras distribuidoras frequentemente” completa. 

Instituto de Especialização em Vendas (IEV)

O IEV foi fundado em 2014 e nasceu com a missão de transformar o mundo através das vendas.  O Instituto de Especialização em Vendas busca propagar a formação de profissionais de alto nível em performance nas vendas por todo o país. Utilizando metodologias práticas e exclusivas, o IEV oferece as melhores e mais completas soluções que se adequam à sua necessidade ou a do seu negócio.

Muito mais do que a maior escola de vendas do Brasil, o IEV é referência no que faz e se compromete com a concretização das metas de seus clientes, levando-os aos resultados desejados com uma experiência memorável.

Se você quiser saber mais sobre a nosso Programa de Desenvolvimento Comercial, clique aqui.