O que é franquia? Tudo o que você precisa saber sobre o empreendimento

Você sabe o que é franquia? Pensa em investir neste tipo de empreendimento? Pois saiba que franquias são um modelo de negócio formatado pelas franqueadoras (nome dado às criadoras de um modelo de negócio bem sucedido, testado e considerado apto a ser replicado). 

O processo de franqueamento envolve a marca (e as questões relacionadas à imagem do empreendimento) e o know-how (habilidades operacionais ligadas ao funcionamento do negócio), ambos adquiridos pelo franqueado.  

E se você tem dúvidas sobre a aquisição de um negócio no mercado de franchising, saiba que a tendência é de crescimento do setor. O relatório Desempenho do Franchising Brasileiro, de 2019, revelou um faturamento de R$186 bilhões. O número representa crescimento de 6,9% em relação ao mesmo período do ano anterior. 

Quer saber mais sobre o que é uma franquia, as vantagens do modelo e primeiros passos para investir? Então continue a leitura deste artigo! 

O que é franquia? 

De acordo com o portal do Sebrae, uma franquia é uma estratégia empresarial para distribuir e comercializar produtos e serviços, tendo como guia um empreendimento-matriz. Esta matriz é responsável por compartilhar o modelo de negócio e as estratégias de vendas e de divulgação do produto ou serviço. 

O modelo de franquia é caracterizado por: 

  • existência de um contrato (por meio dos quais a franqueadora expande seus negócios);
  • concessão de direitos de uso da marca ou patente e de exploração comercial do produto ou serviço desenvolvido por ela para os franqueados; 
  • orientações para a instalação e operação da unidade franqueada, mantendo o padrão exigido; 
  • contrato de remuneração da franqueadora pela concessão dos direitos e conhecimentos.

Quais os principais tipos de franquias? 

Além de entender o que é franquia, empreendedores dispostos a investir no formato também precisam conhecer as variações do negócio. 

Cada uma delas obedece a uma estratégia de crescimento e oferece ao franqueado uma opção diferente de plano de negócio. 

Os principais tipos de franquias existentes no mercado são: 

  • Master: franquias master são comumente utilizadas nos planos de internacionalização de franquias ou em países com grande extensão territorial, como o Brasil. Em suma, o master franqueado, por meio de contrato, ganha o direito de implantar ou terceirizar unidades franqueadas em sua região. Por isso mesmo, também é conhecido como sub-franqueador. 
  • Unitária: no caso das franquias unitárias, a cessão de direitos é feita por unidade. Neste caso, a atuação do franqueado é exclusiva ao local determinado pelo franqueador. Para adquirir uma nova franquia seguindo o modelo unitário, é necessário que o franqueado faça um novo contrato com a empresa franqueadora. 
  • Desenvolvimento de área: aqui, o contrato firmado dá direito à exploração de uma região determinada. Isso significa que o franqueado pode abrir mais de uma unidade de negócio, visando o desenvolvimento do trecho determinado. Além disso, o franqueador ganha o direito de vender unidades em sua região, recebendo parte do valor cobrado. 
  • Microfranquia: a principal característica das microfranquias é o baixo investimento inicial (geralmente, até R$90 mil) e o baixo custo operacional. Além disso, têm uma operação simplificada, e atividades que podem ser realizadas pelo próprio franqueado

Outros tipos de franquias existentes

  • franquias online: modelos de negócio que funcionam a partir da internet. Dessa forma, qualquer pessoa que atenda aos requisitos da franqueadora pode ser dono de uma franquia online;
  • franquias sociais: modelo de negócio com propósitos que visam lucro, mas também a redução de impactos negativos na sociedade e no meio ambiente, buscando assim maximizar os impactos positivos nesse mesmo cenário;
  • franquias store in store: são aquelas que estão instaladas dentro de outra empresa (como os quiosques localizados em shoppings); 
  • combinadas: trata-se dos casos em que em um mesmo ponto comercial um único franqueado combina várias franquias diferentes. Neste caso, as franquias combinadas operam de forma semelhante e oferecem uma linha complementar de produtos e/ou serviços.

Como funciona o sistema de franquias?

O sistema de franquias tem base no conceito de semi-independência. Ao mesmo tempo em que o franqueado tem liberdade para conduzir seu empreendimento, ele deve respeitar diretrizes e orientações pré-estabelecidas pelo franqueador. 

Por isso, após firmar o contrato de franchising, a empresa franqueadora deve fornecer as diretrizes de operação e os treinamentos necessários para o início das atividades do franqueado. Com a transformação digital, esta etapa ficou mais simples, graças aos recursos tecnológicos, como plataformas de ensino e cursos de venda online.

Saber o que é franquia e como ela funciona também passa pelas atribuições econômicas do franqueado. Por isso, geralmente, ao firmar contrato, o empreendedor assume o pagamento de taxas e de uma mensalidade à franqueadora. Esta taxa representa a “compra” do capital intelectual e do know-how operacional do negócio. 

Lei de Franquias 

Por ser um negócio expressivo no país, o franchising (se está em dúvida sobre o que é franchising, entenda como um sinônimo de franquia!) é regulado por uma Lei específica para o setor. Trata-se da Lei nº 13966, de 2019, que dispõe sobre o sistema de franquia empresarial, por meio da qual o Governo revogou a conhecida “Lei de Franquias”, vigente desde 1994.

Entre os principais aspectos considerados pela nova Lei, estão: 

  • disciplina do o sistema de franquia empresarial;
  • orientações para a implantação da franquia;
  • sanções ao descumprimento da legislação;
  • condições de contrato. 

Como escolher uma franquia? 

Agora sim, você pode dizer que sabe o que é franquia. Entendendo sua legislação e as bases de seu funcionamento, é hora de dar um passo à frente. 

Mas como escolher uma franquia? — você pode se perguntar. 

Nós te ajudamos com algumas dicas-chave! 

1. Encontre um negócio com um investimento inicial que caiba no seu bolso 

O primeiro passo para escolher entre as melhores franquias para investir é avaliar o aspecto econômico. 

Qual o valor do aporte inicial? Ele condiz com o quanto você tem disponível? 

Essa pergunta é essencial, pois vai garantir a sua capacidade de sustentar o negócio nos primeiros meses. Aliás, além do investimento inicial, nossa recomendação é que o empreendedor olhe também se a previsão de lucros é suficiente para arcar com as as despesas pessoais mesmo diante de cenários pessimistas (como a recente crise do novo coronavírus). 

2. Busque um segmento com o qual você tenha afinidade

Tão importante quanto o aspecto financeiro é a afinidade do empreendedor com seu negócio. Aliás, na verdade, é possível dizer que os rumos do negócio podem ser determinados pela afinidade do empreendedor com o setor escolhido.

Por isso, além de saber o que é franquia, como o negócio é regulamentado e qual o aporte inicial médio para investir em um empreendimento, avalie os nichos de atuação. 

Nossa dica é tentar aliar segmentos em alta com afinidades pessoais. Isso porque escolher apenas pelo potencial de sucesso pode ser um verdadeiro tiro no pé. 

Na condição de empreendedor, você precisa dominar o core-business do seu negócio. Por isso, você vai precisar estudar o mercado de atuação, consumir notícias, produzir conteúdo e criar argumentos de venda relevantes.

3. Conheça o potencial de crescimento do negócio

Criar um plano de negócio para a sua franquia também é um passo fundamental na hora de iniciar um investimento. 

Portanto, um dos primeiros passos da elaboração do plano é a análise de potencial de crescimento. Para tal, é importante considerar fatores como: 

  • localização geográfica;
  • afinidade entre o contexto e o negócio; 
  • status da concorrência;
  • forças e fraquezas do investimento; 
  • potenciais dificultadores; 
  • público-alvo e comportamento do consumidor. 

Por que ter uma franquia pode ser o negócio ideal para você?  

Além de saber o que é franquia, conhecer as principais vantagens deste modelo de negócio pode te ajudar a planejar o investimento com mais assertividade. 

Por isso, separamos alguns benefícios do investimento para colocar na balança e começar a planejar a sua entrada no mundo dos negócios. 

  1. Gestão de negócio simplificada; 
  2. Existência de um plano de negócios formatado pela franqueadora;
  3. Compartilhamento de custos com publicidade; 
  4. Custos reduzidos pela compra em escala;
  5. Receita recorrente;
  6. Possibilidade de iniciar um negócio com a credibilidade da marca-matriz 

Agora que você já sabe o que é franquia e o que você pode ganhar investindo no modelo de negócio, que tal conhecer o Instituto de Especialização em Vendas (IEV)? Fundada em 2014, e já tem mais de 40 unidades em todo o país. 

Ajudamos as empresas a vender mais e melhor. Somos especializados na capacitação e profissionalização de gerentes e vendedores, usando uma metodologia de ensino prática e aplicável. 

Conheça a franquia do IEV e veja o impacto positivo que os franqueados têm na vida de milhares de pessoas!

Saiba mais sobre o que é franquia com quem entende do assunto! 

Agora sim, você já sabe o que é franquia e por que o sistema pode ser um bom negócio para você. Mas que tal mergulhar mais fundo no tema? Preparamos uma entrevista com Leandro Tixa, Gestor de Expansão de Franquias do IEV, que fala sobre desafios, perspectivas e tendências para o mercado nos próximos anos. 

1. Quais foram os principais ganhos do IEV ao se tornar uma franquia? 

O principal ganho do IEV ao se tornar modelo de franquia foi ter um modelo escalável.

Com isso, os ganhos expressivos passaram a estar completamente atrelados ao principal objetivo do IEV, que é mudar o mundo por meio das vendas, ajudando as empresas a vender mais e melhor.

Com um número maior de franqueados, sendo preparados e treinados constantemente para serem referência em vendas em suas cidades de atuação, o negócio se tornou ainda mais sustentável. Além disso, encontramos a oportunidade de ajudar um número maior de empresas a mudar a realidade dos seus departamentos comerciais, capacitando e profissionalizando as equipes de vendas.

2. Quais os principais desafios de ser um franqueado? Como supera-los? 

O principal desafio de um franqueado, seja para o modelo de negócio do IEV ou para qualquer outro, é controlar o nível de ansiedade até o negócio chegar no ponto de equilíbrio e dar a tão esperada lucratividade.

Para isso, é necessário que o candidato à franquia, em qualquer segmento, faça projeções de cenários de curto, médio e longo prazo, com os cenários mais pessimistas e otimistas possíveis, para que não haja surpresas no meio do caminho.

É importante ressaltar que o risco está presente a todo o momento na vida do empreendedor. Mas existe uma grande diferença entre correr riscos e assumi-los. Se fizer a aquisição de qualquer modelo de negócio sem fazer as devidas análises, projeções, planejamentos, isso sim será correr um risco, e com grande tendência ao fracasso. Mas se fizer a lição de casa, a possibilidade de dar certo é muito grande. 

3. Quais tendências você destacaria para o mercado de franquias nos próximos anos? 

O mercado de franquias já possui um crescimento natural constante, devido ao fato de que os modelos de negócio são, em sua grande maioria, já validados. Por esta razão, o risco de investir em uma franquia é menor do que o de abrir algo novo.

Dos modelos existentes, uma grande tendência é o aumento de microfranquias e franquias online, principalmente devido ao grande índice de desemprego e aumento de microempreendedores que surgiu nos últimos meses por causa da pandemia.

Vale lembrar que, também devido à grande demissão em massa de muitas empresas, também existem aquelas pessoas que pegaram um bom valor de rescisão de trabalho, e que estão empreendendo em negócios maiores. Em uma análise geral, vejo um cenário muito promissor. 

4. Com a recente pandemia do novo coronavírus, o mercado de treinamentos online passou por uma expansão, certo? Diante desse cenário, o que o IEV espera para os próximos anos, em termos de expansão e resultados? 

Muitas empresas de treinamentos atuavam muito forte no presencial, e sim, a pandemia fez essa realidade mudar completamente.

Diante de tudo o que vem acontecendo, o IEV leva uma certa vantagem neste cenário. Enquanto a maioria das empresas vem se adaptando ao mundo online, nós já atuamos neste formato desde 2017, levando ainda mais segurança aos nossos clientes. Isso também vem fazendo com que os nossos franqueados tenham resultados ainda melhores. 

Sobre projeções futuras, o IEV atua com um posicionamento mais estratégico, de, em primeiro lugar, cuidar dos franqueados atuais. Temos um suporte muito ativo, para que tenhamos uma rede cada vez mais sólida. Não temos a pretensão de crescer absurdamente nos próximos anos, até porque já somos a maior empresa de soluções comerciais do Brasil. 

Como o foco principal para a franqueadora é a solidificação da rede, o crescimento acontece, mas gradativo. Já para os franqueados, a projeção é de um crescimento bem agressivo para os próximos anos.